Rio terá novo sistema de bilhetagem digital nos transportes públicos

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 22 de julho de 2021 as 13:14, por: CdB

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou o lançamento do novo sistema de bilhetagem digital do transporte público no município do Rio de Janeiro. A ideia é substituir o uso do dinheiro físico para o pagamento de passagem, pelos celulares, Pix, QR Code e aquisição de passes mensais. 

Por Redação, com Brasil de Fato – do Rio de Janeiro

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou na quarta-feira o lançamento do novo sistema de bilhetagem digital do transporte público no município do Rio de Janeiro. A ideia é substituir o uso do dinheiro físico para o pagamento de passagem, pelos celulares, Pix, QR Code e aquisição de passes mensais.

A proposta prevê acabar com a dupla função do motorista

No fim de agosto, a Prefeitura do Rio deve lançar um edital para a escolha da empresa que ira gerir o programa. O contrato será de 10 anos. De acordo com o governo municipal, a mudança pretende criar um sistema que seja mais transparente e amigável para a população carioca.

Paes afirmou que a gestão dos transportes de maneira transparente é um dos maiores desafios da administração pública, pois a conta dos problemas no sistema é paga pelos cidadãos, que enfrentam transportes lotados. “Hoje estamos dando o primeiro passo da reformulação completa deste sistema, que é necessária e urgente, pois faz a população sofrer”, disse o prefeito.

Brasil de Fato mostrou os problemas enfrentados pelo sistema de transporte no Rio na semana passada. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Transportes do Rio já havia informado à reportagem que realizaria mudanças no modelo de transporte da capital fluminense. O órgão destacou que a bilhetagem eletrônica seria implementada como uma das medidas para melhorar a qualidade do serviço prestado para a população.

O novo projeto

O novo projeto pretende por fim ao uso do dinheiro em um ano e meio. Com essa proposta, a intenção é acabar com a dupla função do motorista, que além de dirigir, recebe o pagamento da passagem em dinheiro.

A integração deve ser ampliada na cidade. Além de ônibus, vans, metrô, BRT e trens, o sistema deve incluir, gradualmente, os sistemas Bike Rio e Táxi Rio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code