River Plate apresenta lista de inscritos no Mundial de Clubes

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de dezembro de 2018 as 11:28, por: CdB

A relação, divulgada pela Fifa após comunicado oficial enviado pelo River, inclui como terceiro goleiro Enrique Bologna, recuperado da lesão no joelho esquerdo que o levou à mesa de cirurgia em outubro.

Por Redação, com EFE – de Madri/Buenos Aires

Um dia depois de ter conquistado o tetracampeonato da Taça Libertadores, o River Plate anunciou na segunda-feira a lista de 23 inscritos no Mundial de Clubes sem qualquer surpresa.

O River Plate anunciou na segunda-feira a lista de 23 inscritos no Mundial de Clubes sem qualquer surpresa

A relação, divulgada pela Fifa após comunicado oficial enviado pelo River, inclui como terceiro goleiro Enrique Bologna, recuperado da lesão no joelho esquerdo que o levou à mesa de cirurgia em outubro.

O único desfalque do técnico Marcelo Gallardo é o zagueiro e volante Luciano Lollo, machucado. Já os meio-campistas Cristian Ferreira e Santiago Sosa ficaram fora por escolha do treinador.

A delegação do River deixará Madri, onde obteve o tetra neste domingo, rumo a Abu Dhabi nesta terça-feira. Os ‘Millonarios’ estrearão no Mundila no próximo dia 18, em jogo contra o Esperánce, do Tunísia, ou o vencedor do jogo entre Al Ain (anfitrião) e Team Wellington, representante da Oceania.

A lista de inscritos pelo River Plate no Mundial de Clubes é a seguinte:.

Goleiros: Franco Armani, Germán Lux e Enrique Bologna.

Defensores: Jonatan Maidana, Jorge Moreira, Milton Casco, Javier Pinola, Lucas Martínez Quarta e Gonzalo Montiel.

Meio-campistas: Bruno Zuculini, Juan Quintero, Gonzalo Martínez, Nicolás De La Cruz, Exequiel Palacios, Camilo Mayada, Leonardo Ponzio, Enzo Pérez e Ignacio Fernández.

Atacantes: Rodrigo Mora, Julián Álvarez, Rafael Santos Borré, Lucas Pratto e Ignacio Scocco.

Ex-presidente do Boca

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, admitiu nesta segunda-feira ser mais um torcedor chateado com a derrota do Boca Juniors, clube do qual foi mandatário por 12 anos, para o River Plate na final da Taça Libertadores, disputada ontem no estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

Macri recebeu hoje, durante a comemoração dos 35 anos da redemocratização argentina, um grupo de crianças no jardim da Quinta de Olivos, a residência presidencial em Buenos Aires. Quando um deles afirmou que sonha ser atacante como Darío Benedetto, autor do único gol do Boca na decisão, o presidente falou sobre a vitória do River por 3 a 1.

– Foi um gol bárbaro (o de Benedetto), mas não nos foi suficiente. Estamos todos abalados – admitiu o ex-dirigente dos ‘xeneizes’, que esteve à frente do clube de dezembro de 1995 a dezembro de 2007.

Macri já havia se pronunciado sobre o resultado da partida de volta da final ontem através do Twitter. O chefe de governo parabenizou os campeões, mas ressaltou que o futebol “sempre dá revanche”. Além disso, enalteceu o comportamento dos argentinos que estiveram em Madri para o jogo, em contraposição ao dos barras bravas que, com seus atos de violência, levaram o superclássico para fora do país.

Boca e River empataram em 2 a 2 no dia 11 de dezembro, em La Bombonera, na ida da final. A volta deveria ter sido realizada no dia 24, mas foi remarcada porque o ônibus que levava a delegação ‘xeneize’ foi atacado no caminho para o estádio Monumental de Nuñez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *