Roberto Jefferson voltará para a cadeia a qualquer instante, prevê jurista

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 9 de maio de 2020 as 16:08, por: CdB

Integrante da central de apoio ao ex-presidente Fernando Collor de Mello e preso, anos depois, no ‘escândalo do mensalão’, por manipular recursos ilícitos, Jefferson reaparece, agora, como seguidor de Bolsonaro.

Por Redação – do Rio de Janeiro
'Bob' Jefferson, como ficou conhecido na cadeia, posa com um rifle de grosso calibre e convoca para um golpe de Estado
‘Bob’ Jefferson, como ficou conhecido na cadeia, posa com um rifle de grosso calibre e convoca para um golpe de Estado

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB e atualmente sem mandato, cometeu um erro que poderá lhe custar a liberdade, nas próximas horas. Em mensagem no Twitter, na manhã deste sábado, de arma em punho, ele prega — abertamente — um golpe de Estado; além de ameaçar de morte comunistas e opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Trata-se, no entanto, de um crime federal.

Integrante da central de apoio ao ex-presidente Fernando Collor de Mello e preso, anos depois, no ‘Escândalo do Mensalão’, por manipular recursos ilícitos, Jefferson reaparece, agora, como seguidor de Bolsonaro. O ex-deputado lidera as negociações para o embarque de partidos do chamado ‘Centrão’ em cargos do governo federal. O presidente tenta formar uma base parlamentar para, no futuro, tentar se proteger contra um inexorável processo de impedimento.

“Bolsonaro, para atender o povo e tomar as rédeas do governo, precisa de duas atitudes inadiáveis: demitir e substituir os 11 ministros do STF, herança maldita. Precisa cassar, agora, todas as concessões de rádio e TV das empresas concessionárias GLOBO. Se não fizer, cai”, escreveu o ex-parlamentar, em uma convocação evidente para o golpe de Estado.

Prisão

Em outra mensagem, Jefferson publicou a foto com um rifle de grosso calibre, em mãos, e afirma que pretende combater “comunistas”.

“Estou me preparando para combater o bom combate. Contra o comunismo, contra a ditadura, contra a tirania, contra os traidores, contra os vendilhões da Pátria. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”, resumiu.

Acontece, no entanto, que ‘Bob’ Jefferson, como é conhecido na cadeia em que esteve preso, no município de Niterói, cometeu “crime gravíssimo”, segundo o professor de direito constitucional Flávio Martins. Este é o primeiro passo para que qualquer parlamentar ou mesmo o Ministério Público Federal (MPF) ingresse com o imediato pedido de prisão do ex-parlamentar.

“De crime ele entende! Depois de ser condenado no esquema do mensalão, Roberto Jefferson claramente pratica o crime previsto no artigo 23, da lei de segurança nacional: ‘Incitar à subversão da ordem política ou social’. Que o Ministério Público não se acovarde”, publicou o professor Martins, no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *