Robô com inteligência artificial apresentará noticiário na TV chinesa

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 1 de junho de 2018 as 13:52, por: CdB

A China é um dos países líderes em pesquisa de inteligência artificial e robótica. Robôs chineses já são empregados no país para tarefas até agora pouco convencionais para estas máquinas

Por Redação, com EFE – de Pequim/Tóquio:

Um robô dotado de inteligência artificial foi contratado para apresentar um programa de notícias em um canal da televisão da China, anunciou na quinta-feira a própria emissora.

Um robô dotado de inteligência artificial foi contratado para apresentar um programa de notícias

Chao Neng Xiao Bai vai interagir com apresentadores humanos e analisará dados no jornal; que será exibido no Nanning TV, um canal de Guangxi. De acordo com os desenvolvedores; o robô pode funcionar por até 12 horas, precisa de quatro para carregar e vai fazer a sua estreia no próximo dia 6; tanto no canal convencional quanto no aplicativo.

A China é um dos países líderes em pesquisa de inteligência artificial e robótica; Robôs chineses já são empregados no país para tarefas até agora pouco convencionais para estas máquinas; como a redação de notícias, a composição de poemas e o cuidado de pessoas.

Empresa japonesa cria nave espacial

Uma ‘start-up’ do Japão anunciou que está trabalhando em um novo tipo de aeronave espacial; que combina o sistema de propulsão de um avião a jato com o de um foguete e será testado no ano que vem; com o objetivo de iniciar voos comerciais em 2023.

A PD Aerospace, uma empresa emergente de Nagoya, no centro de Japão; obteve um financiamento de 520 milhões de ienes (R$ 17,81 milhões) de cinco companhias, entre elas uma das maiores companhias aéreas japonesas, All Nippon Airways (ANA); para o projeto, confirmou nesta sexta-feira à Agência Efe um porta-voz da ‘start-up’.

A companhia

A companhia trabalha em uma aeronave espacial equipada com um motor; que pode alternar entre modo de avião a jato e foguete para criar a primeira aeronave de passageiros do Japão capaz de alcançar o espaço exterior (100 quilômetros de altitude) e reentrar na atmosfera.

A ‘start-up’ já testou com sucesso em julho do ano passado o sistema de propulsão alternado; e afirma que este é o primeiro do mundo com tais caraterísticas; e agora procura aperfeiçoar o seu projeto.

A empresa planeja fazer três testes com aeronaves não tripuladas em 2019 e realizar seu primeiro voo comercial no final de 2023.

– A comercialização do espaço progrediu exponencialmente principalmente nos Estados Unidos – disse o executivo-chefe (CEO) da PD Aerospace, Shuji Ogawa; em comunicado no qual afirmou que a empresa procura “ter um papel (relevante) no futuro do transporte espacial da nova era o mais em breve possível”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *