Rocinha amanhece tranquila após tiroteio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 15 de maio de 2018 as 13:09, por: CdB

A Polícia Militar informou, em nota, que policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foram acionados após denúncia de um suposto sequestro na localidade do Valão

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, tem manhã tranquila nesta terça-feira depois de um intenso tiroteio no dia anterior entre militares e criminosos que resultou na morte de Francisco Nunes de França, 75 anos, conhecido como Ciclista Pipoca, atingido por uma bala perdida de fuzil e morreu na hora. A vítima era morador da comunidade há mais de 50 anos.

Rocinha tem manhã tranquila, após tiroteio com morte de um morador

Um ferido identificado como Júlio César Pereira de Souza, de 43 anos está internado no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, e seu estado de saúde é considerado estável. Júlio César estava indo para casa, quando o tiroteio começou e ele acabou atingido por um tiro.

PM

A Polícia Militar informou, em nota, que policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP); foram acionados após denúncia de um suposto sequestro na localidade do Valão. Ao chegarem na região, nada ficou constatado.

Quando retornavam do patrulhamento, os militares foram atacados por criminosos armados e houve confronto. Em seguida, os moradores informaram que havia um homem morto e um outro ferido. Os policiais chamaram a ambulância para socorrer a vitima. O local foi isolado para que a polícia técnica fizesse a perícia no local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *