Rodrigo Maia passa coordenar campanha de Doria à Presidência

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de janeiro de 2022 as 16:13, por: CdB

“A experiência de Rodrigo Maia, seu brilhante desempenho como secretário de Ações Estratégicas e seu traquejo político, além do amplo conhecimento das necessidades do povo brasileiro, são fundamentais para fortalecer nosso projeto”, disse o governador João Doria, em nota de sua pré-campanha divulgada nesta sexta-feira.

11h55 – de Brasília

Ex-presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (sem partido) coordenará o programa de governo da campanha à Presidência da República do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na eleição deste ano, informou a pré-campanha tucana em nota. Deputado federal licenciado pelo Rio de Janeiro, ele está sem filiação partidária desde que foi expulso do DEM em junho do ano passado após troca de farpas pública com o presidente da legenda ACM Neto.

Presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) tem feito duras críticas ao comportamento do ministro da Economia, Paulo Guedes
Ex-presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) assume a coordenação de campanha do governador João Doria

Maia comanda, atualmente, a Secretaria de Projetos e Ações Estratégicas do governo Doria, em São Paulo.

“A experiência de Rodrigo Maia, seu brilhante desempenho como secretário de Ações Estratégicas e seu traquejo político, além do amplo conhecimento das necessidades do povo brasileiro, são fundamentais para fortalecer nosso projeto”, disse Doria segundo nota de sua pré-campanha.

Candidatos

Em sua conta no Twitter, Maia também comentou a nova função e agradeceu Doria pelo convite.

“Agradeço ao João Doria pelo convite. Os políticos precisam compreender que é muito importante que participemos da construção dos programas dos nossos candidatos. É preciso compreender a realidade de cada área e construir soluções baseadas em dados concretos, em programas que possam de fato ser viabilizados, e não em projetos populistas”, escreveu

Segundo lugar

Doria, que no final do ano passado venceu as prévias do PSDB para ser o candidato do partido na eleição presidencial de outubro, tem tido desempenho fraco nas pesquisas de intenção de voto para o pleito, sem chegar a 5% da preferência do eleitorado.

Em âmbito estadual, Doria também precisará enfrentar o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad, que lidera todas as pesquisas de intenção de votos e teve sua candidatura avalizada, nesta sexta-feira, pelo presidente estadual do PT, o ex-deputado Luiz Marinho.

— Se o PSB tiver candidato a governador, nós respeitamos, com pacto de não agressão, e de estar juntos no segundo turno, para derrotar o ‘Bolsodória’. Mas em São Paulo temos candidato. Chama-se  Fernando Haddad — definiu o líder petista, em favor de Haddad.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code