Ronaldinho Gaúcho é convocado a prestar depoimento no Paraguai

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 5 de março de 2020 as 11:09, por: CdB

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi convocado a prestar depoimento nesta quinta-feira no Paraguai, após um procedimento policial no qual foram apreendidos dois passaportes.

Por Redação, com Reuters – de Assunção e Lisboa

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi convocado a prestar depoimento nesta quinta-feira no Paraguai, após um procedimento policial no qual foram apreendidos dois passaportes com suposto conteúdo falsificado na suíte em que ele estava hospedado.

Carro da polícia do Paraguai em frente ao hotel onde Ronaldinho está hospedado em Assunção
Carro da polícia do Paraguai em frente ao hotel onde Ronaldinho está hospedado em Assunção

Denúncia

A polícia paraguaia informou em comunicado que o procedimento ocorreu depois de uma denúncia do Departamento de Identificação, que detectou que os passaportes paraguaios com os quais Ronaldinho e seu irmão entraram no país foram supostamente adulterados.

O ex-jogador da seleção brasileira chegou ao Paraguai na quarta-feira para participar de uma campanha para ajudar crianças pobres e lançar um livro de sua autoria.

O comunicado da polícia informou que, após a operação, os brasileiros estavam em livre comunicação sob custódia na suíte do hotel, localizada nos arredores de Assunção, à disposição dos agentes fiscais envolvidos na operação.

Os agentes também ordenaram a prisão do brasileiro Wilmondes Sousa Lira, de 45 anos, em conexão com o mesmo caso.

Lavagem de dinheiro no futebol

Autoridades portuguesas revistaram na quarta-feira a casa do capitão da Espanha na campanha vitoriosa da Copa do Mundo de 2010, Iker Casillas, como parte de uma investigação sobre suposta lavagem de dinheiro e fraude fiscal no futebol.

Os promotores públicos disseram que as autoridades, incluindo cerca de 200 policiais, fizeram 76 buscas em todo o país em casas, clubes de futebol e escritórios de advogados e agentes.

Em um comunicado no Twitter, Casillas afirmou que está “absolutamente tranquilo” com relação às investigações e tem “plena confiança” no sistema judiciário português.

De acordo com o comunicado, Casillas deseja que “a transparência chegue a todos e cada canto do futebol”.

Operação Fora de Jogo

A Operação Fora de Jogo investiga suposta evasão fiscal nos negócios do futebol a partir de 2015. Segundo os promotores, os envolvidos supostamente se esquivaram de pagamento de impostos.

Casillas, que liderou a Espanha nas conquistas da Euro 2008 e 2012 e da Copa do Mundo de 2010, sofreu um ataque cardíaco em maio enquanto treinava com o atual clube, o Porto, e não joga desde então. Ele voltou a treinar em novembro.

No mês passado, Casillas anunciou que vai concorrer à presidência da Federação Espanhola de Futebol quando as eleições forem convocadas, ainda neste ano.