Ronaldinho Gaúcho e outros bolsonaristas

Arquivado em: Opinião, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 10 de março de 2020 as 09:55, por: CdB

Da revista Época: “Admar Gonzaga, advogado de Jair Bolsonaro e ex-ministro do TSE, tornou-se réu por perturbação da tranquilidade da ex-mulher Élida Souza. 

Por Altamiro Borges – de São Paulo

Da revista Época: “Admar Gonzaga, advogado de Jair Bolsonaro e ex-ministro do TSE, tornou-se réu por perturbação da tranquilidade da ex-mulher Élida Souza. Desde o ano passado, ele também é réu por supostamente bater na ex-mulher… A denúncia foi aceita pelo Tribunal de Justiça do DF”.

Ronaldinho Gaúcho
Ronaldinho Gaúcho

Ainda segundo a notinha da Época, “Admar Gonzaga é acusado de perseguir a ex-mulher durante duas semanas de julho de 2017, após suposta agressão na então companheira. Ele é suspeito ainda de ter contratado um detetive particular”. Só dá “gente do bem” no laranjal de Bolsonaro!

Ronaldinho Gaúcho

Outro bolsonarista que se enrolou nessa semana foi o ex-craque Ronaldinho Gaúcho, recém-nomeado embaixador do turismo pelo “capetão”. Ele e seu irmão, o empresário Roberto Assis, foram detidos no Paraguai sob a acusação de uso de passaportes falsos para ingressar no país.

Essa não é a primeira vez que Ronaldinho Gaúcho tem problemas com documentos. Em novembro de 2018, ele não pagou a multa de R$ 8,5 milhões pela construção de um píer em área de proteção ambiental no lago Guaíba (RS) e teve o seu passaporte apreendido.

Ronaldinho Gaúcho, “embaixador do turismo” do laranjal, vive enrolado. Em julho passado, a Folha revelou que o ex-craque acumulava problemas na Justiça: estava com 57 imóveis bloqueados, 4 deles penhorados; e tinha R$ 7,8 milhões em protestos em três cartórios da capital gaúcha.

Será que Luciano Huck, o astro global que se traveste de alternativa da direita ao “capetão”, vai romper a sociedade com o empresário Junior Durski? Eles são sócios na rede Madero. Durski postou vídeo em apoio ao ato fascista pelo fechamento do Congresso e do STF. E agora, Huck?

República de Curitiba

No vídeo postado no Instagram da seita fascista ‘República de Curitiba’, Júnior Durski diz que está “100% com o presidente”. E ainda declara: “Tenho muito orgulho de ter votado no Bolsonaro, de ter trabalhado na sua campanha”. Huck, sócio na rede Madero, ferve no caldeirão.

A declaração de amor do empresário Junior Durski ao “capetão” gerou rechaço nas redes sociais. Muitos internautas anunciaram que boicotarão o restaurante Madero. “As últimas vezes que fui já estava bem ruim o hambúrguer, agora que não volto mais”, tuitou a atriz Patrícia Pillar.

O abutre Paulo Guedes, que foi tão paparicado pela mídia rentista, afundou nas manchetes do jornalões do último dia 5. Folha: “Investimento afunda, PIB freia, Bolsonaro faz piada”. Estadão: “PIB decepciona: mercado prevê alta inferior a 2% para este ano”.

O famoso parasita Paulo Guedes também foi manchete do diário conservador carioca O Globo: “PIB de 1,1% reduz previsão de crescimento para 2020”. E do jornal Valor: “Investimento em queda explica ‘pibinho’ de 2019”. Pelo jeito, o superministro do laranjal de Bolsonaro está com seus dias contados. A conferir!

O crescimento pífio do PIB também repercutiu na imprensa internacional. O pibinho de Guedes foi notícia no New York Times, Washington Post e Wall Street Journal. O Financial Times, a bíblia dos rentistas, destacou a ‘previsão anêmica’ da economia para 2020. À agência inglesa de notícias Reuters e Associated Press abordaram a tragédia.

Altamiro Borges, é jornalista.

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Correio do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *