Rússia amplia fornecimento de energia à China

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de outubro de 2021 as 13:40, por: CdB

A pedido de Pequim, a empresa estatal de energia da Rússia Inter RAO dobrou o abastecimento para a China em outubro em relação ao ano anterior. A exportação é realizada por todas as três linhas de transmissão de alta voltagem, incluindo a linha Amurskaya-Heihe.

Por Redação, com Sputniknews – de Moscou

O aumento do abastecimento de energia da Rússia para a China através da linha de transmissão aérea Amurskaya-Heihe reduz a escassez de eletricidade no país asiático, disse nesta quarta-feira a Corporação Nacional da Rede Elétrica da China (SGCC, na sigla em inglês).

Energia, China
O sistema de transmissão Amurskaya-Heihe transportará o dobro de energia à China

A pedido de Pequim, a empresa estatal de energia da Rússia Inter RAO dobrou o abastecimento para a China em outubro em relação ao ano anterior. A exportação é realizada por todas as três linhas de transmissão de alta voltagem, incluindo a linha Amurskaya-Heihe.

“Desde 1º de outubro, o tempo de operação da estação de conversão [Heihe] de 500 quilowatts com carga máxima (750 megawatts) foi aumentado de cinco horas para 16 horas por dia, o que aliviou significativamente a situação precária com o fornecimento de energia”, segundo o comunicado da SGCC.

Racionamento

A linha de transmissão Amurkaya-Heihe é a linha de transmissão transfronteiriça da classe de tensão mais elevada na China, revelou a empresa. Além disso, a SGCC reforçou as inspeções e controle de funcionamento das subestações de conversão para garantir a operação estável do equipamento elétrico.

As autoridades de várias províncias da China, principalmente no nordeste do país, tentam lidar com cortes de aquecimento e energia por causa da escassez e alto custo do carvão e também do aumento de preços do gás natural. Os cortes de energia ocorrem enquanto Pequim pretende reduzir as emissões de dióxido de carbono e uso de carvão e desenvolver uma economia verde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code