Rússia derrota Argentina na ATP Cup

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 9 de janeiro de 2020 as 12:35, por: CdB

Daniil Medvedev continuou a surpreender seus oponentes na ATP Cup nesta quinta-feira, obtendo uma vitória suada e tensa sobre o argentino Diego Schwartzman.

Por Redação, com Reuters – de Sydney

Daniil Medvedev continuou a surpreender seus oponentes na ATP Cup nesta quinta-feira, obtendo uma vitória suada e tensa sobre o argentino Diego Schwartzman e levando a Rússia às semifinais da edição inaugural do evento de seleções.

Russo Daniil Medvedev faz jogada durante vitória contra argentino Diego Schwartzman
Russo Daniil Medvedev faz jogada durante vitória contra argentino Diego Schwartzman

Medvedev, quinto do ranking e invicto nas partidas de simples do torneio, venceu em Sydney por 6-4, 4-6 e 6-3 e defenderá os russos diante da Sérvia liderada por Novak Djokovic ou do Canadá.

Mais cedo, seu compatriota Karen Khachanov derrotou o argentino Guido Pella, que estava em um dia ruim, em parciais de 6-2 e 7-6(4). As vitórias deram à Rússia uma vantagem inalcançável de 2 a 0 nas quartas de final antes da partida de duplas.

Disputa acirrada

O triunfo decisivo contrastou com a disputa acirrada do outro jogo de quartas de final do dia, em que a dupla debutante formada pelos australianos Alex De Minaur e Nick Kyrgios salvou quatro match points e conseguiu uma vaga nas semifinais em um tiebreak estendido de meia hora, usado no lugar do terceiro set.

Diante dos olhos do capitão russo, Marat Safin, Medvedev quebrou o saque de seu adversário duas vezes, e sofreu uma quebra, em um primeiro set divertido, no qual seu forehand variou de sublime a descontrolado.

Schwartzman, número 13 do mundo, melhorou no decorrer da partida, atacando incansavelmente.

Os dois trocaram palavras duras a certa altura e a plateia se voltou contra Medvedev. O russo parecia prestes a implodir, mas se tratou de uma reação passageira.

Schwartzman venceu o segundo set, mas Medvedev se recuperou na decisão, recorrendo ao seu serviço poderoso para se salvar nos momentos difíceis.

Susto

Número 1 do mundo, Rafael Nadal venceu uma batalha dura contra o também canhoto Yoshihito Nishioka, do Japão, precisando de parciais de 7-6(4) e 6-4 para levar a Espanha às quartas de final da edição inaugural da ATP Cup em Perth na quarta-feira.

Enquanto isso, seu rival de longa data e número 2 do ranking, Novak Djokovic, teve uma missão mais fácil em Brisbane. Ele derrotou o chileno Cristian Garin com um duplo 6-3, mantendo-se invicto em 2020 e garantindo uma viagem dos sérvios, que venceram suas três partidas, a Sydney para a rodada eliminatória.

Nadal teve que se recuperar de duas quebras impostas pelo número 72 do ranking no primeiro set, mas venceu o tiebreak e chegou a 5-4 no segundo quebrando o serviço do adversário e selando a vitória com seu próprio saque.

– Foi o primeiro dia em que joguei com condições tão pesadas, nos dois dias anteriores joguei de noite. A sensação na quadra foi completamente diferente – disse o espanhol em uma entrevista na lateral da quadra.

– Joguei contra um oponente que começou a temporada a mil, vencendo duas partidas contra dois grandes jogadores com resultados muito confortáveis. Hoje foi muito, muito duro.

Foi a terceira vitória de simples de Nadal na ATP Cup, que conta com 24 nações que competem em Brisbane, Perth e Sydney e tem uma premiação de 15 milhões de dólares.

Os seis vencedores dos grupos e os dois melhores segundos colocados avançarão para as quartas de final em Sydney. A anfitriã Austrália, Sérvia, Reino Unido, Rússia, Espanha e Argentina se classificaram como vencedores de seus grupos.