Rússia, Irã e Turquia vão se opor a tentativas de minar soluções para a Síria

Arquivado em: Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 28 de abril de 2018 as 10:41, por: CdB

As declarações foram feitas após uma reunião com os chanceleres da Turquia, Mevlüt Cavusoglu, e do Irã, Mohammad Javad Zarif

Por Redação, com EFE – de Moscou/Ancara/Beirute:

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou neste sábado que Rússia, Irã e Turquia vão se opor às tentativas de minar as negociações para solucionar o conflito na Síria.

Da direita para a esquerda, os chanceleres da Turquia, Mevlüt Cavusoglu, da Rússia, Sergei Lavrov, e do Irã, Mohammad Javad

As declarações foram feitas após uma reunião com os chanceleres da Turquia; Mevlüt Cavusoglu, e do Irã, Mohammad Javad Zarif.

O chefe da diplomacia russa afirmou que os três países acertaram dar “passos concretos” para promover; coletiva e individualmente, soluções para o conflito na Síria.

– Ao mesmo tempo, destacamos que vamos fazer frente às tentativas de minar nosso trabalho conjunto – disse Lavrov em entrevista coletiva ao lado dos chanceleres turco e iraniano.

Lavrov classificou como “extremamente destrutivas” as declarações de alguns representantes da oposição na Síria, que exigem o cumprimento de condições prévias para negociar com o governo do presidente do país, Bashar al Assad.

– Como condições prévias colocam a mudança de regime, que os líderes da Síria sejam julgados como criminosos de guerra. Essas exigências buscam entorpecer ao máximo os esforços por trás do reatamento do processo de negociação – explicou Lavrov.

A última reunião

A última reunião entre os três países ocorreu no início de abril, antes dos bombardeios lançados por Estados Unidos, Reino Unido e França contra instalações sírias em represália ao suposto ataque com armas químicas em Duma, em Ghouta Oriental.

Rússia e Irã condenaram os bombardeios. A Turquia, por outro lado, elogiou o ataque contra o regime de Al Assad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *