Rússia registra novo recorde diário de casos de coronavírus

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 13 de abril de 2020 as 10:24, por: CdB

O centro de resposta russo à crise instaurada pelo vírus informou que 149 pessoas infectadas morreram até então, um aumento de 18 durante a noite.

Por Redação, com Reuters – de Moscou/Pequim

A Rússia registrou o recorde diário de 2.558 novos casos de covid-19 nesta segunda-feira, elevando o total do país a 18.328.

Médico com roupa de proteção aguarda em ambulância na região de Moscou
Médico com roupa de proteção aguarda em ambulância na região de Moscou

O centro de resposta russo à crise instaurada pelo vírus informou que 149 pessoas infectadas morreram até então, um aumento de 18 durante a noite.

China e Rússia

As cidades chinesas próximas à fronteira com a Rússia disseram no domingo que reforçariam os controles fronteiriços e as medidas de quarentena para chegadas do exterior depois que o número de casos importados de covid-19 atingiu um recorde.

Novos casos confirmados diariamente na China continental atingiram 99 em 11 de abril, de 46 no dia anterior, para o patamar mais alto em um mês. Com exceção de dois dos novos casos registrados, todos envolviam pessoas que viajavam do exterior, muitos deles cidadãos chineses retornando da Rússia.

No centro comercial de Xangai, 51 cidadãos chineses que estavam no mesmo voo da Rússia apresentaram resultados positivos, enquanto 21 casos envolveram cidadãos chineses que viajavam da Rússia para a província de Heilongjiang, no nordeste.

A cidade fronteiriça de Suifenhe

A cidade fronteiriça de Suifenhe e Harbin, capital de Heilongjiang, disse que exigiria que todas as chegadas do exterior passassem 28 dias em quarentena, com aplicação de testes de ácido nucleico e anticorpos.

Harbin acrescentou que iria colocar em lockdown por 14 dias unidades residenciais onde casos confirmados e assintomáticos de coronavírus sejam encontrados.

Bloqueios rigorosos

Bloqueios rigorosos vinham contendo a doença na China, onde o Covid-19 matou um total de 3.339 pessoas desde que surgiu na cidade de Wuhan no final do ano passado e depois se espalhou pelo mundo.

A Rússia havia interrompido todos os voos para a China e fechou sua fronteira terrestre para o tráfego de entrada da China, deixando a rota pela remota Suifenhe como uma das poucas opções para os muitos chineses que tentam voltar para casa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *