São Paulo identifica paciente contaminado com vírus mutante de Manaus

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias
Publicado domingo, 14 de fevereiro de 2021 as 17:51, por: CdB

As autoridades de saúde do município de São Paulo alertam a população sobre a maior capacidade de transmissão dessa variante e recomendam a procura pelo serviço de saúde do município em caso de quaisquer sintomas como tosse, febre e dor de cabeça.

Por Redação – de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo notificou, nesse sábado, a incidência da variante de Manaus do novo coronavírus em um paciente que vive na capital paulista e não esteve no Amazonas. A identificação foi feita pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), da Secretaria Municipal da Saúde. Segundo nota, citada pelo jornal popular Agora São Paulo, do grupo conservador O Estado de S. Paulo (OESP), o exame foi feito pelo Instituto de Medicina Tropical da USP (Universidade de São Paulo).

O novo coronavírus produz mutações para se tornar cada vez mais infeccioso

O paciente teve apenas sintomas leves de COVID-19 e não precisou de internação.

“Após a suspeita é necessária a realização de exames, isolamento do paciente e das pessoas com as quais tenha mantido contato recente ou conviva diariamente”, recomendou a prefeitura.

Nova cepa

As autoridades de saúde do município de São Paulo alertam a população sobre a maior capacidade de transmissão dessa variante e recomendam a procura pelo serviço de saúde do município em caso de quaisquer sintomas como tosse, febre e dor de cabeça.

Desde janeiro, a Prefeitura de São Paulo destinou o Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, na zona oeste da cidade, para tratamento de infectados com esta nova cepa. Até o momento, dez leitos foram isolados para esta finalidade.

“Caso seja necessário, existe a possibilidade de ampliar este espaço”, resume a nota.