Satélites espiões norte-americanos sobrevoam áreas sensíveis na China e Rússia

Arquivado em: Destaque do Dia, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 6 de abril de 2019 as 14:36, por: CdB

Entre 2014 e 2016, os EUA lançaram quatro satélites no âmbito do programa GSSAP para monitorar e controlar o espaço exterior para a Força Aérea dos EUA.

 

Por Redação, com Sputniknews – de Moscou, Pequim e Washington

 

Os satélites espiões militares dos EUA (GSSAP) voaram secretamente repetidas vezes perto dos aparatos espaciais militares e civis russos e chineses para realizar inspeção. A informação foi divulgada por um relatório sobre os sistemas mundiais de defesa espacial, lançado pela US Secure World Foundation.

Satélite espião dos EUA sobrevoa em uma órbita que ameaça segredos militares da China e Rússia
Satélite espião dos EUA sobrevoa em uma órbita que ameaça segredos militares da China e Rússia

Entre 2014 e 2016, os EUA lançaram quatro satélites no âmbito do programa GSSAP para monitorar e controlar o espaço exterior para a Força Aérea dos EUA.

Dados públicos

De acordo com dados oficiais, os satélites desta rede de vigilância estão localizados próximos da órbita geoestacionária a uma altitude de mais de 35 mil quilômetros e vigiam outros satélites com o uso de equipamentos óptico-eletrônicos.

“Embora os militares dos EUA não forneçam dados públicos sobre os locais ou manobras dos satélites GSSAP, outras fontes de dados de rastreamento indicam que eles são muito ativos na região geoestacionária”, diz o relatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *