Segurança Presente faz campanha de arrecadação para crianças carentes

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 26 de novembro de 2020 as 13:05, por: CdB

A Operação Barra Presente iniciou nesta quinta-feira, a campanha ‘Natal Solidário’. O objetivo é doar para as crianças atendidas pelo Conselho Tutelar que abrange Barra da Tijuca, Recreio, Vargem Grande e Pequena e Camorim um kit com duas mudas de roupa.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

A Operação Barra Presente iniciou nesta quinta-feira, a campanha ‘Natal Solidário’. O objetivo é doar para as crianças atendidas pelo Conselho Tutelar que abrange Barra da Tijuca, Recreio, Vargem Grande e Pequena e Camorim um kit com duas mudas de roupa, uma de verão e outra de inverno , um par de calçados e um brinquedo. Moradores do bairro e os agentes serão convidados a participar com doações.

A Operação Barra Presente iniciou a campanha 'Natal Solidário'
A Operação Barra Presente iniciou a campanha ‘Natal Solidário’

A ação, também compartilhada pelo Recreio Presente, acontece no período em que a Operação Barra Presente completa um ano de funcionamento. Inaugurada em 30 de novembro de 2019, as assistentes sociais da base fizeram 1.453 atendimentos nesse período.

Operação Austin Presente

A Operação Austin Presente também vai espalhar solidariedade no Natal. Até o dia 5 de dezembro, a base, que fica na Rua Coronel Monteiro de Barros, no centro de Austin, Nova Iguaçu, estará recebendo doações de brinquedos, que serão entregues ao projeto Mãos Que Abençoam. O projeto atende crianças carentes de uma localidade próxima à base do Austin Presente.  Tanto o recebimento quanto a entrega das doações seguirão os protocolos sanitários para a covid-19.

– A solidariedade é uma das marcas registradas da Operação Segurança Presente e esse, além do policiamento de proximidade, é um dos motivos desse programa ter um enorme apoio e aprovação por parte da população – ressalta o secretário de Estado de Governo, André Lazaroni.

–  A proximidade de nossas assistentes sociais, agentes civis e policiais militares acaba estreitando ainda mais os laços – acrescenta o superintendente da Operação Segurança Presente, tenente-coronel Rodrigo Laviola.