Self-service de candidaturas

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sábado, 4 de agosto de 2018 as 12:49, por: CdB

É um self-service de candidaturas que variam do trotskismo de puro hormônio do PSTU, passando pelas cautelas do PCdoB até ao “flex fuel” do velho PT de guerra. Ao fim, tem para todos os gostos.

Por Maria Fernanda Arruda – do Rio de Janeiro

Ao que parece, a esquerda ‘brazuca’ com seu vasto portfólio de candidatos, irá se apresentar tal e qual às disputas eleitorais deste 2018.

É um self-service de candidaturas que variam do trotskismo de puro hormônio do PSTU, passando pelas cautelas do PCdoB até ao “flex fuel” do velho PT de guerra. Ao fim, tem para todos os gostos.

Maria Fernanda Arruda escreve para o Correio do Brasil
Maria Fernanda Arruda escreve para o Correio do Brasil

Mas, reconheçamos, que quem amou mesmo esse formato com todas essas variações foi a direita do pós-golpe; tem que, se a direita, ou ao menos o que restou dela, tenta emergir para essa disputa, depois de dois anos de explícito e reconhecido fracasso econômico, social e político, algum ar político lhe é garantido justamente pela pulverização dos pleiteantes da esquerda.

O rosário de candidatos ‘rouge’ é a oxigenação que a esquerda dá nos moribundos pulmões da ‘direitosa’.

É que o jogo político é meio como um eficiente sistema de vasos comunicantes; quer dizer “a minha falha, alimenta o adversario” e o inverso é igualmente verdadeiro.

É que analistas, inclusive, bons analistas, anunciavam seguros que o ‘pool’ de candidatos do núcleo duro do golpe indicava a fragmentação da direita. Tudo bem, mas… Me digam, e o ‘pool’ das candidaturas da esquerda o que quer dizer? Ganho e maturação política? Elevação do horizonte libertário do socialismo? O que é?

Olha só… No jogo de espelhos da política brasileira, o “menos é mais” e unidade nas pelejas políticas ainda é variável decisiva.

Adiante com a caravana! E não se esqueçam de que eu avisei! Registre-se!

Maria Fernanda Arruda é escritora e colunista do Correio do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *