Sem terra ainda não desocuparam armazém da Conab em Brasília

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 18 de novembro de 2004 as 22:05, por: CdB

Os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que ocuparam a área de armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Brasília, ainda não deixaram o local. Os sem terra receberam, nesta quarta-feira, uma notificação do juiz substituto da 2° Vara Federal de Brasília, Rodrigo Navarro, determinando a desocupação do local até às 18h45 de hoje.

De acordo com integrante da direção estadual do MST, Valter Melo, a área será deixada assim que ônibus, lonas e cestas-básicas chegarem ao local. “Nós vamos deixar o local. Já estamos providenciando a infra-estrutura necessária e um local para gente ficar”, disse.

Valter Melo informou que a decisão de deixar o armazém da Conab foi tomada após uma reunião com governo, na qual ficou decidido que o governo desapropriaria alguma áreas. Indagado sobre quais seriam as áreas destinadas a desapropriação, Valter Melo não detalhou o assunto.

Uma audiência foi marcada para amanhã às 9 horas, em Brasília, com representantes do Ministério do Desenvolvimento Social, Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e da Conab para continuar a negociação.

Os sem terra reivindicam novos assentamentos e a liberação de crédito para quatro mil famílias assentadas no Distrito Federal e entorno, além de terras para as outras duas mil famílias acampadas no DF.