Seminário discute mobilidade de estudante e do professor universitário

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 19:50, por: CdB

A mobilidade do estudante e do professor universitário será um dos temas em debate no Seminário Internacional Universidade XXI, que começa nesta terça-feira, em Brasília. O objetivo é permitir que alunos e educadores possam “transitar” por todo o país conhecendo outras universidades, mas fazendo o seu curso sem ter que se transferir definitivamente.

– É uma tendência das universidades se integrarem cada vez mais. Isso poderá permitir a mobilidade de estudantes e professores – afirmou o secretário de Ensino Superior do Ministério da Educação, Carlos Antunes.

Com a proposta, os créditos obtidos em outras universidades seriam aceitos e os diplomas seriam automaticamente reconhecidos. Um aluno do curso de medicina da Universidade de São Paulo, por exemplo, poderia estudar por dois anos numa universidade da Bahia, sem prejuízo para sua formação acadêmica.

– Serviria para que os estudantes pudessem transitar entre as universidades, usufruindo dos ensinamentos mais diferentes possíveis. Claro que tudo em cima de um planejamento cirrcular – explicou o secretário.

Segundo Antunes, o seminário servirá para pensar uma nova universidade. “Como se constrói uma nova universidade não vinculada exclusivamente às suas atividades convencionais, que são ensino, pesquisa e extensão? Isso ela faz muito bem, mas precisamos achar a chave para abrir qualquer porta para o futuro, para a vida profissional. E a universidade do futuro está também indentificada com sua inserção social”, afirmou.