Senado inicia julgamento de impeachment contra Donald Trump

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 9 de fevereiro de 2021 as 13:18, por: CdB

O Senado dos Estados Unidos iniciou nesta terça-feira o julgamento do segundo processo de impeachment contra o ex-presidente Donald Trump, que é acusado de “instigação à insurreição” nos eventos que culminaram na invasão do Congresso por grupos de extrema direita.

Por Redação, com ANSA – de Washington

O Senado dos Estados Unidos iniciou nesta terça-feira o julgamento do segundo processo de impeachment contra o ex-presidente Donald Trump, que é acusado de “instigação à insurreição” nos eventos que culminaram na invasão do Congresso por grupos de extrema direita.

Donald Trump enfrenta segundo processo de impeachment

A defesa afirma que o processo é um “ato político” e “inconstitucional” pelo fato de Trump não estar mais na Casa Branca, enquanto a acusação qualifica o republicano como “ameaça à democracia”. Se for condenado, o magnata pode perder seus direitos políticos e ficar inelegível para 2024.

O artigo do impeachment aprovado pela Câmara dos Representantes em janeiro afirma que o ex-presidente colocou as instituições norte-americanas em perigo, tendo posto obstáculos a uma “pacífica transição de poder”.

O texto cita as “repetidas falsas declarações que falavam em eleições fraudadas que não deviam ser aceitas” e o comício de 6 de janeiro em Washington, no qual Trump instigou seus apoiadores a combaterem. “Se vocês não lutarem como loucos, vocês não terão mais um país”, disse o republicano na ocasião.

Além disso, o artigo de impeachment menciona uma ligação de Trump ao secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, cobrando que ele “encontrasse os votos necessários” para reverter o resultado das eleições nesse antigo feudo republicano conquistado por Joe Biden.

Esse será o quarto processo de impeachment na história dos EUA, o segundo contra Trump e o primeiro contra um ex-presidente. Todos os três anteriores terminaram com absolvição. Com 50 votos no Senado, os democratas precisarão atrair o apoio de pelo menos 17 dos 50 republicanos na casa para alcançar o mínimo necessário de 67 para condenar Trump.

Etapas

Os dois partidos fizeram um acordo para iniciar o processo com um debate de até quatro horas sobre a constitucionalidade de se julgar um ex-presidente no Senado.

Em seguida, a partir desta quarta-feira,  defesa e acusação terão até 16 horas, distribuídas por dois dias, cada para apresentar seus argumentos. Na sequência, os senadores farão perguntas para as duas equipes, e uma votação por maioria simples decidirá sobre a eventual convocação de testemunhas.

O próprio Trump já rejeitou um convite para depor no processo. A expectativa é de que o julgamento termine na semana que vem. A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou na segunda-feira que o presidente Biden prefere deixar a decisão para o Senado, evitando dizer se Trump deve ser condenado ou não.