Senadores norte-americanos querem investigar práticas trabalhistas da Amazon

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 21 de dezembro de 2021 as 12:01, por: CdB

 

Os parlamentares observaram que o Conselho Nacional de Relações do Trabalho descobriu que a Amazon demitiu injustamente um trabalhador que se queixou de condições de trabalho inseguras durante a pandemia do coronavírus, bem como dois outros que criticaram a companhia.

Por Redação, com Reuters – de Washington

Os senadores norte-americanos Marco Rubio e Sherrod Brown pediram ao Departamento do Trabalho dos Estados Unidos uma investigação completa sobre as práticas trabalhistas da Amazon.com na segunda-feira.

Senadores dos EUA querem investigar práticas trabalhistas da Amazon

Rubio, um republicano, e Brown, um democrata que preside o Comitê Bancário, escreveram em uma carta que cerca de “um em cada 170 trabalhadores dos Estados Unidos é um funcionário da Amazon. Isso ressalta nosso interesse particular em garantir que as práticas de emprego da empresa sejam justas, e de acordo com a lei. Defendemos o uso de todos os mecanismos à disposição para investigar as práticas de trabalho e emprego da Amazon imediatamente.”

Os parlamentares observaram que o Conselho Nacional de Relações do Trabalho descobriu que a Amazon demitiu injustamente um trabalhador que se queixou de condições de trabalho inseguras durante a pandemia do coronavírus, bem como dois outros que criticaram a companhia.

O conselho também ordenou a repetição de uma eleição pelos trabalhadores que votaram pela não sindicalização porque as ações da Amazon “impossibilitaram uma eleição livre e justa”.

Tornado

Neste mês, disseram os parlamentares, a Administração de Segurança e Saúde Ocupacional disse que investigará as mortes de seis pessoas, que ocorreram quando um armazém da Amazon em Illinois desabou durante um tornado.

“Os trabalhadores da Amazon expressaram preocupação em relação à alegada falta de treinamento de resposta de emergência da empresa, políticas rígidas sobre uso de telefone celular e expectativas de que os trabalhadores continuem a trabalhar durante os alertas de tornado”, disseram os políticos na carta.

A Amazon.com e o Departamento do Trabalho não responderam imediatamente aos pedidos de comentários sobre a carta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code