Sequestrador de bar na Lapa teve surto, diz OAB

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sábado, 30 de novembro de 2019 as 12:42, por: CdB

O sequestrador, que mora em cima do bar, se irritava frequentemente com os eventos, além de mesas e cadeiras espalhadas pela calçada.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

O secretário geral da OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil) e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Álvaro Quintão, afirmou que o sequestrador que fez sete pessoas reféns durante oito horas em um bar na Lapa, região central do Rio de Janeiro, teve um surto.

Todos os reféns foram liberados e a polícia prendeu sequestrador
Todos os reféns foram liberados e a polícia prendeu sequestrador

Após acompanhar o depoimento do homem de 42 anos na (5ª DP), na madrugada deste sábado, Quintão disse que o caso se tratou “mais de um problema psicológico do que um crime em si”.

– É um caso atípico. Há uma semana, ele foi vítima de uma tentativa de homicídio, na qual ele acabou se atracando com a pessoa, houve algum tipo de violência. Na última semana, ele vem tendo consequências desse episódio. E, hoje, ele teve um surto – explicou o membro da OAB-RJ.

O sequestrador, que mora em cima do bar, se irritava frequentemente com os eventos, além de mesas e cadeiras espalhadas pela calçada, segundo amigos.

Desavenças

O sequestro começou por volta das 14h quando um homem armado com um facão invadiu o Bar da Preta e fez sete pessoas reféns, entre elas, funcionários da Empresa Brasil de Comunicação.

A invasão ao bar teria sido motivada por desavenças entre o sequestrador e a dona do estabelecimento.

– Neste momento, o tomador de reféns está preso e, sob cuidados médicos, ele foi levado à delegacia. Nenhum refém ficou ferido – disse o porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess.

Foram apreendidas três facas e garrafas com  gasolina, de acordo com a Polícia Militar.