Serena Williams se diz vítima de ‘discriminação’ em exames antidoping

Arquivado em: Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 25 de julho de 2018 as 13:21, por: CdB

A vencedora de 23 títulos de Grand Slam já havido descrito o tratamento que recebe da Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) como chocante

Por Redação, com Reuters e EFE – de Nova York/Hamburgo:

Serena Williams acusou autoridades antidoping de “discriminação” por causa da frequência com que tem sido selecionada para exames de droga aleatórios.

Serena Williams acena para o público após ser derrotada na final feminina do torneio de Wimbledon

A vencedora de 23 títulos de Grand Slam já havido descrito o tratamento que recebe da Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) como chocante e questionado o número de vezes que foi testada neste ano.

Serena voltou a expressar sua frustração na terça-feira depois de uma visita de autoridades antidoping.

Exame

– … E é aquele momento do dia para ser examinada “aleatoriamente” para drogas, e só examinam Serena – escreveu a tenista de 36 anos no Twitter.

– Entre todas as jogadoras ficou provado que sou a que é mais examinada. Discriminação? Acho que sim. Ao menos vou manter o esporte limpo.

Uma reportagem publicada pelo site Deadspin em junho revelou que Serena já foi testada em cinco ocasiões em 2018, enquanto outras tenistas norte-americanas o foram uma vez ou nenhuma.

Serena, que deu à luz sua filha Olympia 10 meses atrás, está voltando ao circuito, e sua chegada à final de Wimbledon garantiu seu retorno às 30 melhores do ranking da WTA neste mês.

Thiago Monteiro

O tenista Thiago Monteiro surpreendeu novamente no ATP 500 de Hamburgo e bateu nesta quarta-feira o espanhol Fernando Verdasco por 2 sets a 1, de virada, chegando às quartas de final do torneio e repetindo o melhor desempenho da carreira.

A partida começou com o oitavo cabeça de chave confirmando seu favoritismo e dominando as ações. Somente o espanhol teve possibilidades de quebra no primeiro set e ele aproveitou uma delas para vencer por 6-3, em 40 minutos.

Mas o brasileiro de 24 anos conseguiu se recuperar na segunda parcial e comandou boa parte dos pontos, sendo o único a ameaçar o saque do adversário e quebrando duas vezes o serviço de Verdasco para empatar o duelo com um 6-2, em 41 minutos.

No set decisivo, Monteiro iniciou melhor e abriu 3-0. Mas o número 33 do mundo não deixou o jogo escapar e empatou em 4-4. Quando tudo parecia apontar para a realização de um tie-break decisivo, o cearense abriu 0-40 no serviço do oponente e conseguiu a grande vitória.

Com o triunfo, o brasileiro já repete o seu melhor resultado no circuito profissional, quando também foi quadrifinalista do ATP 500 do Rio de Janeiro em 2017 e acabou derrotado pelo jovem norueguês Casper Ruud.

Tentando superar essa marca, o cearense enfrentará na próxima rodada um adversário menos badalado, que sairá do duelo entre o alemão Rudolf Molleker (272º do ranking da ATP) e o eslovaco Jozef Kovalik (113º), que derrotou o próprio Monteiro na rodada final do qualificatório para o torneio de Hamburgo. O 146º melhor do mundo entrou na disputa como ‘Lucky Loser’, após a desistência do italiano Andreas Seppi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *