Sharon relaciona presença de muçulmanos a anti-semitismo na Europa

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 23 de novembro de 2003 as 21:55, por: CdB

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, disse em uma entrevista que será publicada nesta segunda-feira que os governos dos países da União Européia não estão fazendo o suficiente para combater o anti-semitismo por causa da “forte presença muçulmana na Europa”.

Sharon também rejeitou as queixas de políticos europeus de que o Estado judeu tende a estigmatizar como anti-semitismo críticas legítimas às políticas de Israel em relação aos palestinos.

– É claro que há anti-semitas que usam os eventos em Israel e o argumento de que Israel usa força excessiva, e, com isso, eles tentam comprometer o direito israelense à auto-defesa – disse o premier ao site de notícias EUpolitix.com.