Snap lança plataforma de publicidade dinâmica

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 18 de outubro de 2019 as 11:03, por: CdB

As plataformas de anúncios dinâmicos selecionam itens dos catálogos de produtos dos anunciantes e os segmentam automaticamente para pessoas com interesses relevantes.

Por Redação, com Reuters – de São Francisco/Frankfurt

A Snap, proprietária do Snapchat, anunciou na quinta-feira uma plataforma de publicidade dinâmica que cria anúncios automaticamente e os direciona para o público-alvo em tempo real.

Snap lança plataforma de publicidade dinâmica para atrair anunciantes
Snap lança plataforma de publicidade dinâmica para atrair anunciantes

A Snap aumentou receita e base de usuários em um momento em que Google e Facebook, que dominam o mercado global de publicidade digital, enfrentam intensa pressão regulatória sobre seu controle de mercado. Google e Facebook já oferecem anúncios dinâmicos.

As plataformas de anúncios dinâmicos selecionam itens dos catálogos de produtos dos anunciantes e os segmentam automaticamente para pessoas com interesses relevantes, eliminando a necessidade de anunciarem manualmente cada produto de maneira individual. A Snap está apostando que a conveniência atrairá mais anunciantes.

As plataformas

Por exemplo, a Snap poderia mostrar um tênis automaticamente para os usuários do Snapchat interessados em esportes, exibindo itens de varejistas que fizeram o upload de seus catálogos de produtos.

A Snap disse que, embora os anunciantes globais possam usar a plataforma de anúncios dinâmica imediatamente, suas campanhas inicialmente atingirão apenas os usuários do Snapchat nos EUA, com um lançamento global agendado posteriormente.

A Snap continua sendo um pequeno player no mercado global de anúncios digitais com participação de receita de 0,5%, comparado com o Google com 32% e o Facebook com 21%, de acordo com a empresa de pesquisa eMarketer.

Libra do Facebook

Reguladores financeiros globais não têm planos de banir a libra do Facebook ou outras stablecoins, mas essas moedas digitais apoiadas por moedas oficiais terão que atender aos mais altos padrões regulatórios, disse o diretor do Banco Central Europeu Benoît Coeuré em uma entrevista publicada na quinta-feira.

Seus comentários fornecem um raro raio de luz para os planos da criptomoeda do Facebook, que têm sido amplamente criticados por reguladores e políticos desde que o grupo de mídia social anunciou a moeda em junho.

– Certamente não há o julgamento de que as stablecoins não deveriam existir –  disse Coeuré à Bloomberg News.

Políticos europeus manifestaram forte oposição a libra, com a França comprometendo-se a bloquear seu lançamento na Europa devido a preocupações com o impacto da estabilidade financeira e seu potencial de minar a soberania monetária.

Mas Coeuré, que é francês, foi mais construtivo.

– No caso da Europa, nem a Comissão nem o BCE pretendem tornar o continente uma zona de exclusão para as stablecoins. Mas as stablecoins terão que atender aos mais altos padrões regulatórios e aderir a objetivos mais amplos de políticas públicas – afirmou.

Os apoiadores da libra prometeram na segunda-feira avançar com o projeto, ignorando a deserção de sete de seus membros fundadores, incluindo as principais empresas de pagamentos Visa e Mastercard, em meio à críticas regulatórias.

A libra disse que as questões regulatórias da moeda digital podem atrasar sua data de lançamento, prevista para o final de junho do próximo ano.

Na quinta-feira, Coeuré apresentou as recomendações de uma força-tarefa do G7 sobre stablecoins para ministros das finanças das sete maiores economias do mundo reunidos em Washington para as reuniões anuais do Fundo Monetário Internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *