Sobe para 18 o número de mortos no acidente do ônibus que caiu de viaduto, em MG

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 5 de dezembro de 2020 as 13:08, por: CdB

O acidente aconteceu na véspera e, de acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, 45 pessoas estavam no coletivo, mas 6 conseguiram saltar do veículo antes da queda. Doze pessoas morreram no local do acidente e seis a caminho ou já no hospital em João Monlevade.

Por Redação – de Belo Horizonte

Mais um passageiro morreu, na manhã deste sábado, vítima da queda de um ônibus de uma ponte na BR-381, em João Monlevade (MG). O acidente deixa, até agora, 18 mortos. O homem, natural de São Paulo e que ainda não teve sua identificação divulgada pelas autoridades, tinha 59 anos e fora levado ao Hospital Santa Margarida, mas não resistiu aos ferimentos.

Pessoal da Defesa Civil avalia os destroços do ônibus que caiu de uma altura de 15 metros
Pessoal da Defesa Civil avalia os destroços do ônibus que caiu de uma altura de até 35 metros

O acidente aconteceu na véspera e, de acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, 45 pessoas estavam no coletivo, mas 6 conseguiram saltar do veículo antes da queda. Doze pessoas morreram no local do acidente e seis a caminho ou já no hospital em João Monlevade. Uma delas foi resgatada ainda com vida no banheiro do ônibus, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a Polícia Civil, 16 vítimas continuam internadas. Uma pessoas ainda não foi localizada.

Pau-velho

Segundo os Bombeiros, a altura da queda é de 23 metros, mas as informações ainda estão desencontradas. Segundo a assessoria da Polícia Civil, a queda chegaria a 35 metros mas, logo após o acidente, a Defesa Civil informou que a altura seria de aproximadamente 15 metros.

No relato da Polícia Rodoviária Federal (PRF), testemunhas do acidente disseram aos policiais que uma das pessoas que conseguiu saltar do ônibus seria o motorista, que ainda não foi localizado.​ O coletivo teria perdido o controle por uma falha mecânica no freio, se chocado contra o retrovisor de um caminhão que passava pela ponte. Segundo os bombeiros, o motorista teria gritado que perdeu os freios e o ônibus começou a descer de marcha ré, descontrolado, batendo na proteção lateral da ponte e caindo em seguida.

O coletivo, extremamente mal conservado e com placa do Estado de Alagoas, saiu de Santa Cruz do Deserto, localidade de Mata Grande (cerca de 275 km de Maceió), às 9h de quinta-feira, rumo a São Paulo. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a empresa operava com autorização de uma liminar da Justiça, e o veículo envolvido no acidente, conforme informações da placa repassadas à agência, não estava habilitado a o fazer transporte de passageiros.