Sobe número de mortos por explosão no Complexo do Alemão

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de janeiro de 2020 as 12:26, por: CdB

O número de mortes em consequência da explosão em uma casa do Complexo do Alemão, em Ramos, Zona Norte do Rio, subiu para três.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O número de mortes em consequência da explosão em uma casa do Complexo do Alemão, em Ramos, Zona Norte do Rio, subiu para três. Jânio Pereira da Costa, que estava internado no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, morreu na noite de quarta-feira.

Pelo menos outras três pessoas continuam internadas em estado grave
Pelo menos outras três pessoas continuam internadas em estado grave

Wallace da Rocha Lourenço, Clébio Serzedelo Morais de Abreu e Murilo Fernandes da Silva permanecem em estado grave na mesma unidade. Na quarta-feira já tinha sido confirmada a morte de Fábio Daniel Diomedes Ferreira. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, ele chegou morto ao hospital.

No Hospital Salgado Filho, no Méier, Zona Norte do Rio, outras três vítimas da explosão seguem internadas com quadro grave de saúde. Na quarta-feira também foi confirmada a morte de uma pessoa que foi levada para a mesma unidade. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não informou os nomes dos pacientes, mas acrescentou que outras vítimas tinham sido atendidas na UPA do Alemão e já foram liberadas.

Investigação

A explosão que ocorreu na noite do dia 31 está sendo investigada pela 22ª DP (Penha). Segundo o Corpo de Bombeiros, o chamado para o atendimento foi registrado às 22h. Na chegada da equipe não havia mais incêndio e os bombeiros começaram a transportar as vítimas para o Getúlio Vargas. Equipes da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) foram acionadas naquela noite para atender uma ocorrência de explosão.

Vídeo

A suspeita é que o local da explosão era usado como laboratório por traficantes. As causas do acidente ainda permanecem desconhecidas.

Um vídeo do acidente na comunidade chegou a ser publicado em uma rede social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *