Sobe número de casos de ebola na República Democrática do Congo

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de maio de 2018 as 12:52, por: CdB

De acordo com a OMS, até a última segunda-feira; mais de 600 pessoas que tiveram contato direto com casos notificados de ebola foram identificadas e estão sendo monitoradas por equipes em solo

Por Redação, com ABr – de Kinshasa:

A República Democrática do Congo já notificou 58 casos de ebola, segundo informou nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os números incluem 28 casos confirmados, 21 casos prováveis e nove suspeitos, além de 27 mortes. A maior parte dos casos foi identificada nas regiões de Bikoro (29 casos) e Iboko (22 casos).

Casos de ebola chegam a 58 na República Democrática do Congo

De acordo com a OMS, até a última segunda-feira; mais de 600 pessoas; que tiveram contato direto com casos notificados de ebola foram identificadas e estão sendo monitoradas por equipes em solo. Entre os 58 casos reportados da doença no país, três envolvem profissionais da área de saúde.

Vacinação

Desde o início da semana, o Ministério da Saúde local, em parceria com a própria OMS, Médicos sem Fronteiras e Fundo das Nações Unidas para a Infância trabalham para vacinar comunidades mais afetadas pelo ebola. A dose tem caráter experimental e já havia sido utilizada na Guiné em 2015.

Segundo a OMS, a vacina foi utilizada em diversos ensaios envolvendo mais de 16 mil voluntários na Europa, na África e nos Estados Unidos e se mostrou segura para o uso em humanos. A entidade ressaltou ainda que a dose apresentou resultados altamente eficazes na proteção contra a doença.

Emergência

A República Democrática do Congo vive seu nono surto de ebola desde a descoberta do vírus, em 1976. Na última sexta-feira, a OMS optou por não declarar emergência internacional em saúde pública, mas alertou que a situação na região africana desperta preocupação e que países vizinhos foram avisados da possibilidade de disseminação do vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *