Sobe número de policiais militares assassinados no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 24 de janeiro de 2018 as 10:35, por: CdB

Segundo a Polícia Militar, Jeovany acompanhava um grupamento de policiais do Batalhão de Cabo Frio (25º BPM) em um patrulhamento na comunidade da Coca Cola

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

O tenente Jeovany Carvalho de Andrade Brito, de 29 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. Ele foi o oitavo policial militar (PM) assassinado neste ano no Estado do Rio de Janeiro.

Em menos de um mês, oito policiais militares foram assassinados no Rio

Segundo a Polícia Militar, Jeovany acompanhava um grupamento de policiais do Batalhão de Cabo Frio (25º BPM) em um patrulhamento na comunidade da Coca Cola, quando começou um tiroteio entre os agentes e criminosos armados.

Jeovanny morreu no próprio local. Um suspeito de participar do confronto ficou ferido e foi levado para o Hospital de Arraial do Cabo. O tenente estava na Polícia Militar desde 2012.

São Gonçalo

O soldado da Polícia Militar Patrick Batista Lopes foi encontrado morto dentro de um veículo na Rodovia RJ-106; em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, na madrugada do dia 19 deste mês. De acordo com a PM, o carro estava parado na altura do trevo de Várzea das Moças e foi encontrado por policiais do Batalhão Rodoviário.

O soldado Lopes, que estava de folga, segundo a polícia, tinha um ferimento por arma de fogo. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

O policial tinha 27 anos e era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do morro do São Carlos, no Rio de Janeiro. Ele estava na PM desde 2014. O soldado Lopes foi o sétimo policial militar assassinado neste ano no Rio.

Ação em Duque de Caxias

Ação de policiais militares em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense; deixou três mortos e dois feridos na noite de quinta-feira. De acordo com a Polícia Militar, as equipes do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) iniciaram uma perseguição a criminosos armados na Linha Vermelha.

Na versão da polícia, durante a fuga, o carro dos criminosos se acidentou e eles saíram atirando contra os policiais. Os feridos foram encaminhados para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna.

Foram apreendidas três armas, sendo dois fuzis e uma pistola, e uma granada.

De acordo com a PM, o grupo é proveniente da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, também na Baixada Fluminense. Um dos feridos é suspeito de chefiar o tráfico de drogas na favela. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Homicídios e na Central de Garantias Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *