Sobe número de mortes por coronavírus na Itália

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020 as 13:35, por: CdB

Durante reunião de emergência em Roma, a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, afirmou que a União Europeia tem de estar preparada para um aumento súbito das infecções.

Por Redação, com ABr – de Roma

O número de mortos pelo novo coronavírus na Itália aumentou nesta quarta-feira para 12 e os infectados são agora 374.

Os infectados pela doença chegam a 374
Os infectados pela doença chegam a 374

São mais 100 casos confirmados de um dia para o outro e a maioria concentra-se no Norte do país.

Durante reunião de emergência em Roma, a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, afirmou que a União Europeia tem de estar preparada para um aumento súbito das infecções e determinou aos países que revejam os planos de controle de pandemias.

Milão

Na cidade de Milão, há escolas e muitos estabelecimentos comerciais fechados. Algumas empresas recomendaram aos funcionários que trabalhem de casa.

Os italianos veem com alguma preocupação o surto de coronavírus no país, mas ainda assim sem grande temor.

Novo coronavírus na Espanha

O governo espanhol confirmou nove casos positivos da doença, todos importados de Itália: cidadãos italianos ou espanhóis que estiveram no Norte do país.

Em Tenerife, no hotel onde foram identificados quatro casos, cerca de mil pessoas continuam isoladas, por prevenção.

Grécia

O Ministério da Saúde grego anunciou nesta quarta-feira o primeiro caso de coronavírus. Trata-se de uma mulher de 38 anos, que esteve recentemente na Itália.

A mulher encontra-se atualmente em um hospital de Tessalônica, segunda cidade grega no Norte do país, e está “com boa saúde”, informou o porta-voz do ministério, Sotiris Tsiordas,em entrevista divulgada pela imprensa local.

“A mulher está em boas condições de saúde, num hospital de Tessalônica, e é seguida por um grupo de médicos de alto nível”, disse o porta-voz, citado pela televisão pública, acrescentando que “os familiares da mulher ficarão em quarentena”.

Sotiris Tsiordas alertou que “todos os que viajaram para o Norte da Itália devem ficar vigilantes e, em caso de sintomas, devem permanecer em casa e informar os serviços de saúde”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *