Soldados morrem em emboscada do Estado Islâmico na Síria

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de setembro de 2018 as 13:24, por: CdB

O ataque tinha como objetivo conter os militares, que fazem uma ofensiva na região para expulsar os radicais. De acordo com a ONG, pelo menos oito jihadistas morreram na ação

Por Redação, com EFE – de Beirute/Abuja

Pelo menos 21 soldados das forças governamentais sírias e de seus aliados morreram durante uma emboscada do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra uma zona desértica da província da As-Suwayda, no sudeste de Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos nesta terça-feira.

Pelo menos 21 soldados das forças governamentais sírias e de seus aliados morreram durante uma emboscada do grupo terrorista Estado Islâmico

O ataque tinha como objetivo conter os militares, que fazem uma ofensiva na região para expulsar os radicais. De acordo com a ONG, pelo menos oito jihadistas morreram na ação.

Conforme a agência estatal de notícias Sana, as unidades leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, estão perseguindo remanescentes do EI na área e foram registradas “baixas” no grupo terrorista. O órgão não informou sobre possíveis vítimas do seu lado.

Os extremistas controlam uma pequena parte do território sírio, e, atualmente, estão em zonas desérticas e montanhosas no leste do país, na fronteira com o Iraque.

Nigéria

Pelo menos nove pessoas morreram e outras 34 ficaram feridas na Nigéria após a explosão de um caminhão-tanque que carregava gasolina no estado de Nasarawa, confirmaram nesta terça-feira fontes dos serviços de emergência.

O incidente aconteceu ontem em Lafia, a capital regional, quando dois veículos bateram perto do caminhão, que transportava combustível a um posto de gasolina, explicou o chefe da agência estatal de serviços de emergência, Zachary Allumaga.

– O número de mortos poderia ter sido maior se a polícia não tivesse evacuado as pessoas da área – apontou Allumaga.

Os feridos foram transferidos aos hospitais de Lafia e da capital do país, Abuja, onde estão recebendo tratamento.

Esta não é a primeira vez que um incidente com essas características é registrado na Nigéria, já que, no final de junho deste ano, um caminhão-tanque pegou fogo em uma estrada próxima a Lagos e deixou nove mortos e incendiou 50 veículos.

Os acidentes de trânsito como os que provocaram o incêndio em Lagos como a explosão registrada ontem em Lafia são frequentes no país, o mais populoso da África.

O péssimo estado das estradas da Nigéria e a má conduta dos cidadãos ao volante, seja por excesso de velocidade, por sobrecarga do veículo ou a direção temerária,  levam a frequentes acidentes de trânsito, que tira a vida de milhares de pessoas a cada ano.

A Entidade Federal de Segurança em Estradas aponta que 6 mil pessoas morrem ao ano na Nigéria, mas analistas do país estimam que o número real é muito maior, já que vários acidentes não são documentados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *