Solskjaer quer ser oficializado no comando do Manchester United

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2019 as 12:20, por: CdB

 

Por Redação, com Reuters – de Londres

Ole Gunnar Solskjaer reiterou que deseja ser mais do que um técnico interino do Manchester United depois de igualar um feito só realizado antes pelo reverenciado ex-comandante do time Matt Busby.

Técnico interino do Manchester United, Ole Gunnar Solksjaer

– É claro que não irei, não quero – respondeu o sempre sorridente norueguês na quarta-feira ao ser perguntado, depois da vitória de 2 a 0 sobre o Newcastle United, se quer partir de Old Trafford em maio, quando seu período como interino termina.

Depois de um início impactante como substituto do demitido José Mourinho, que continuou na quarta-feira com uma quarta vitória sucessiva, algo de que só o falecido Busby pôde se gabar em 1946, Solskjaer está acumulando argumentos a favor de sua oficialização no cargo.

Lembrando muito Alex Ferguson, seu velho e insaciável mentor no United, o ex-atacante reconheceu que já cogita seguir os passos de Busby, que conseguiu vencer um quinto jogo seguido no início de seu reinado épico.

– Isso entrará para a história, mas não é algo em que eu esteja pensando – disse Solskjaer. “Só estou pensando no próximo jogo, porque se você vencer quatro, pode vencer outros quatro neste clube. Este é o desafio e é o padrão pelo qual somos conhecidos”.

– O mestre (Ferguson) costumava nos desafiar a cumpri-los, e é claro que, se você venceu quatro, pode ir para os quatro próximos e pensar neles – acrescentou.

A mídia especulou muito que o United quer que o substituto permanente de Mourinho na próxima temporada seja Massimiliano Allegri, da Juventus, mas se mantiver o desempenho atual Solskjaer pode criar um dilema para a diretoria do time.

Klopp diz que Liverpool não subestimará Manchester City

O Liverpool precisará de todas as suas qualidades combativas para superar o Manchester City, “o melhor time do mundo”, no confronto desta quinta do Campeonato Inglês, disse o técnico Juergen Klopp na quarta-feira.

Pouco depois de o técnico do City, Pep Guardiola, descrever os líderes da tabela como o melhor time da Europa em sua coletiva de imprensa pré-jogo, Klopp devolveu o elogio com juros e disse que o City não pode ser encarado com desprezo, apesar de uma queda de produção.

Derrotas para Chelsea, Crystal Palace e Leicester City no mês passado deixaram a equipe de Guardiola no terceiro lugar com 47 pontos, sete atrás do invicto Liverpool e um atrás do Tottenham Hotspur, outro candidato ao título.

– Temos que ser corajosos, temos que estar cheios de desejo, famintos novamente, tudo isso, como em todos os outros jogos, mas com a compreensão de que o oponente ainda é o melhor time do mundo – disse Klopp em uma coletiva de imprensa.

– Eu disse semanas atrás porque é 100 por cento minha opinião: a maneira como eles jogam e todas as coisas que conquistaram e as coisas que conquistarão. Nada mudou, só os pontos mudaram, mas não a preparação para o jogo.

– E também somos um time de futebol muito, muito, muito bom. É por isso que temos essa quantidade de pontos, é por isso que tivemos os resultados, está claro. Mas nos preparamos para um jogo.

James Milner perdeu os dois últimos jogos do Liverpool devido a uma lesão, mas o meio-campista pode ser escalado contra seu ex-clube, dise o treinador. “Ele voltou a treinar conosco ontem pela primeira vez, então veremos”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *