SP estende vacinação contra febre amarela em novos bairros

Arquivado em: Brasil, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 7 de março de 2018 as 13:08, por: CdB

A Vila Matilde, localizada no lado extremo da cidade, também participa da campanha devido à epizootia no Parque do Carmo, ponto de referência de lazer para moradores da Zona Leste da capital

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), decidiu incluir, a partir desta quarta-feira, os distritos de Itaim Bibi e do Morumbi, localizados na Zona Oeste de São Paulo, na segunda fase da campanha de vacinação contra a febre amarela, após a confirmação da morte de primatas não-humanos (epizootia) causada pela doença nos distritos de Santo Amaro e Campo Grande.

Secretaria Municipal da Saúde decidiu incluir os bairros de Itaim Bibi e do Morumbi na segunda fase da campanha de vacinação contra a febre amarela

As regiões na Zona Oeste da cidade foram incluídas porque ficam próximas aos locais onde foram registradas as epizootias. Tanto Santo Amaro como Campo Grande já estão na lista de vacinação desde fevereiro. A Vila Matilde, localizada no lado extremo da cidade; também participa da campanha devido à epizootia no Parque do Carmo; ponto de referência de lazer para moradores da Zona Leste da capital.

A vacina estará disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS): Real Parque, Dr. José de Barros Magaldi e Meninópolis. É preciso retirar senha na recepção das unidades.

Segundo dados da SMS, foram confirmados 125 casos de morte de primatas não-humanos causadas pela febre amarela no município desde 2017. Na Zona Norte foram 104, na Zona Sul 19 e na leste, um. A segunda fase de vacinação começou no dia 25 de janeiro em 16 distritos, mas a situação epidemiológica fez com; que as áreas fossem ampliadas, totalizando 11 regiões.

A segunda fase foi prorrogada até 16 de fevereiro. “A campanha de vacinação na capital já atingiu 46 dos 96 distritos. Até o primeiro semestre, queremos vacinar toda a cidade”; disse o secretário municipal da Saúde de São Paulo, Wilson Pollara.

Até terça-feira foram vacinadas 2.226.256 pessoas. Na primeira fase foram aplicadas 1.910.695 doses.

Bahia começa vacinação fracionada

A Secretaria de Saúde da Bahia iniciou no mês passado a vacinação fracionada contra a febre amarela. A meta é imunizar até o dia 9 de março pelo menos 95% da população de oito municípios: Camaçari, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Salvador, São Francisco do Conde e Vera Cruz.

A vacinação é destinada a pessoas a partir dos 2 anos de idade; inclusive indígenas, desde que não apresentem condições clínicas especiais. A orientação do Ministério da Saúde é quem já tomou a vacina ao longo da vida não precisa receber uma nova dose.

– A intenção é proteger o maior número de pessoas contra a febre amarela; em localidades com grande contingente populacional e; que têm evidência de circulação do vírus e risco elevado de transmissão da doença – informou a secretaria.

Dose padrão

Ainda segundo órgão, durante a campanha, a dose padrão será disponibilizada apenas para crianças de 9 meses a menores de 2 anos de idade; gestantes com indicação escrita do médico; viajante internacional que necessite da emissão do certificado internacional de vacinação; e pessoas que apresentarem condições clínicas especiais avaliadas pelo serviço de saúde.

Casos

Dados da secretaria indicam que, no ano 2000, foram confirmados dez casos de febre amarela silvestre na Bahia – todos em pessoas residentes nos municípios de Coribe e Jaborandi. Deste total, três morreram.

– Estes foram os últimos casos autóctones (quando a infecção acontece no próprio local de residência) registrados no estado. Em 2018, houve a confirmação de um caso importado de febre amarela. – concluiu o órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *