STJD absolve Simonal e marca julgamento de Maurren

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 3 de dezembro de 2003 as 15:43, por: CdB

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu, em sua reunião desta segunda-feira, o atleta Simonal César Ramos Benitez, julgado por infração de dopagem. O atleta foi denunciado pelo procurador do Tribunal, depois que ampolas da substância proibida EPO (Eritropoetina) foram encontradas com seus pertences, juntas com uma nota fiscal da compra do produto, feita em seu nome.

O Tribunal absolveu o atleta por considerar que, pelo regulamento atual, nenhum item fala em punição por posse de produto proibido. Simonal, durante a Sindicância realizada pela CBAt, admitiu a compra do produto. Disse que pensava tratar-se de vitamina, mas que descobriu que a substância era dopante e não a usou.

O procurador do STJD, Mauro de Siqueira Queiroz, porém, disse que pretende recorrer da decisão. Segundo o presidente do Tribunal, Alberto Puga, pode haver recurso junto ao CAS (Corte de Arbitragem do Esporte), que tem sede em Lausane, Suíça.

Na mesma reunião, realizada no auditório do Colégio La Salle, em Manaus (AM), o Tribunal marcou o julgamento de Maurren Maggi para 19 de janeiro de 2004. Maurren está suspensa preventivamente por dar resultado positivo em controle de doping realizado em 14 de junho último, durante o Troféu Brasil, em São Paulo.