Suplicy diz que Viegas foi sincero ao pedir demissão do cargo

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 4 de novembro de 2004 as 19:09, por: CdB

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado, disse acreditar que o ex-ministro da Defesa José Viegas, se expressou com sinceridade e convicção na carta com o pedido de demissão encaminhada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Suplicy afirmou que Viegas sempre teve atitude de cooperação com o governo Lula e que como presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado pôde acompanhar de perto o trabalho dele à frente do ministério.

O senador afirmou que pela leitura da Carta compreende que houve uma “certa indisposição” de Viegas por não ter sido consultado na divulgação da nota do Exército sobre o que teria ocorrido com o jornalista Wladimir Herzog. “Acho que é natural que ele tenha solicitado o seu afastamento e que o presidente Lula, então, com muito respeito para com ele, resolveu aceitar”, disse.

De acordo com o senador Suplicy, o Ministério da Defesa é um dos mais importantes e de maior complexidade, “e certamente ao designar o vice-presidente José Alencar para o cargo, o presidente Lula resolveu dar uma atribuição de grande relevância para o vice-presidente, aumentando o escopo da sua atividade no Executivo”.