Surto de ebola já chega à área urbana e deixa Congo em alerta

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quinta-feira, 17 de maio de 2018 as 13:21, por: CdB

Caso de infecção do vírus letal é registrado em Mbandaka, uma das maiores cidades do país, aumentando temores quanto a uma maior disseminação da doença. OMS envia primeira leva de vacinas experimentais ao país

Por Redação, com DW – de Londres:

O surto de ebola na República Democrática do Congo entrou numa nova fase, após um caso de infecção pelo vírus ter sido detectada pela primeira vem em Mbandaka, uma das principais cidades do país, afirmou na quarta-feira o Ministério da Saúde congolês.

Primeiro caso ocorrido em zona urbana na RDC foi registrado na cidade de Mbadanka

A Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmou a infecção detectada em Wangata; uma das três zonas de saúde de Mbadanka; cidade de 1,2 milhão de habitantes no noroeste do país.

Até o momento, as 23 mortes atribuídas ao mais recente surto do vírus no país haviam sido detectadas em localidades remotas; fazendo; com que as autoridades tivessem mais chance de isolar as infecções. O primeiro caso ocorrido em uma zona urbana aumenta os temores de uma disseminação ainda maior do vírus.

A OMS, que enviou ao país nesta quarta-feira as primeiras vacinas experimentais contra o vírus; expressou preocupação com a chegada da doença a Mbadanka, que poderá dificultar a contenção do surto.

Congo

A cidade está localizada às margens do rio Congo; uma das principais vias de transporte de carga e passageiros para a capital, Kinshasa. O país vizinho, a República do Congo, fica na outra margem.

– Entramos em uma nova fase do surto de ebola; que afeta agora três zonas de saúde, incluindo uma zona urbana – disse o ministro congolês da Saúde, Oly Ilunga Kalenga, em nota.

– Desde o anúncio do alerta em Mbandaka, nossos epidemiologistas trabalham no local para identificar as pessoas; que estiveram em contato com casos suspeitos – disse o ministro, acrescentando; que as autoridades intensificarão o rastreamento dessas pessoas em todas as rotas de transporte aéreo, fluvial e terrestre em torno da cidade.

Esta é a nona ocorrência de ebola na República Democrática do Congo desde a primeira aparição conhecida do vírus, próximo ao rio Ebola; no norte do país, nos anos 1970.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *