Suspeito de assassinar PM é preso no Rio

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 25 de janeiro de 2019 as 13:47, por: CdB

O suspeito, conhecido como “Suave”, foi encontrado em sua casa, no Parque São Vicente, por militares do 39º BPM (Belford Roxo) a partir de denúncias sobre seu paradeiro.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

Um homem suspeito de ter assassinado o policial militar Francisco Fernandes na última quarta foi preso nesta sexta-feira  em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O suspeito, conhecido como “Suave”, foi encontrado em sua casa, no Parque São Vicente, por militares do 39º BPM (Belford Roxo) a partir de denúncias sobre seu paradeiro. O preso tinha três mandados de prisão em aberto.

A morte do PM marcou o quarto policial militar assassinado em janeiro de 2019

Os agentes levaram o homem para a 54ª DP (Belford Roxo) para registro de ocorrência. Já a denúncia de assassinato do cabo Francisco será investigada pela DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense).

O militar, de 38 anos, foi morto na frente de sua casa em seu dia de folga. Ele integrava o quadro do BPVE (Batalhão de Policiamento de Vias Expressas) e estava na Polícia Militar há nove anos.

A morte do PM marcou o quarto policial militar assassinado em janeiro de 2019. No mesmo mês do ano passado, 11 agentes foram mortos em serviço ou de folga.

Morte de estudante

A Justiça do Rio determinou a prisão preventiva do suspeito de envolvimento na morte do jovem Matheus Lessa, de 22 anos. A vítima foi baleada ao defender a mãe durante um assalto ao mercadinho da família na última terça-feira, em Guaratiba, Zona Norte da cidade.

Segundo a Delegacia de Homicídios da Capital, Leonardo Nascimento dos Santos, de 26 anos, foi preso em flagrante no dia 16 após ser reconhecido por quatro testemunhas. Posteriormente, sua prisão foi convertida para preventiva.

A família do suspeito procurou a imprensa nos últimos dias para dizer que ele é inocente. De acordo com os familiares, o jovem estava perto de casa na hora do crime. Imagens de câmeras de segurança recolhidas por parentes mostram Leonardo passando pela rua onde mora, na mesma hora do assalto.

Parentes e amigos de Leonardo protestaram contra sua prisão no domingo, em frente a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio.

Chacina de Itaboraí

Sobe para nove o número de pessoas assassinadas na noite deste domingo, no município fluminense de Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Outras três pessoas ficaram feridas.

Os crimes foram simultâneos e aconteceram em três bairros que ficam na divisa dos municípios de Itaboraí e São Gonçalo.

Foram assassinados, segundo a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), Hércules de Souza Costa, 21 anos; Débora Rodrigues Baptista, de 46; Allan Patrick Pinto Vicente, de 21; Rodrigo Avelino Braga, de 38; Renan Trigueiro de Almeida, de 20; Gabriel Trigueiro de Oliveira, de 19; e Michael Douglas da Silva Machado, de 25 anos.

Em Granja Cabuçu, também foi confirmada a morte de Vanderson dos Santos Silva, de 18 anos, e no bairro Ampliação, a morte de Pablo Damasceno dos Esteves, de 26 anos. Entre as vítimas, apenas Michael Douglas tem anotações criminais por tráfico de drogas e roubo.

Os investigadores fizeram a perícia nos locais e agora estão em busca de testemunhas e imagens de câmeras de vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *