Suspeito de ataque com faca em Manchester pode ter problemas mentais, diz polícia

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 2 de janeiro de 2019 as 13:53, por: CdB

O Reino Unido está sujeito ao seu segundo maior nível de alerta, o que significa que se considera um ataque altamente provável.

Por Redação, com Reuters – de Manchester

Um homem de 25 anos suspeito de ter esfaqueado três pessoas com uma faca de cozinha em uma estação de trem na cidade inglesa de Manchester na véspera do Ano Novo estava sendo mantido sob custódia e avaliado para detectar problemas mentais, informou a polícia.

Carros de polícia em frente a estação de trem de Manchester cenários de ataque na véspera do Ano Novo

A Polícia da Grande Manchester continua a investigar o ataque por causa de possíveis elos com o terrorismo, disse a corporação em um comunicado na terça-feira. Uma busca na casa do suspeito, situada na área de Cheetham Hill, na mesma cidade, ainda estava em andamento.

O nome do agressor ainda não foi divulgado, e a polícia não respondeu a pedidos de informação adicional.

Um produtor da rede BBC que estava na estação movimentada e repleta de pessoas em clima de Ano Novo disse que um homem esfaqueou várias pessoas no local, gritando “Alá” e ligando suas ações a “ataques com bomba em outros países”.

A estação é muito próxima da Manchester Arena, onde o ataque de um homem-bomba matou 22 pessoas em maio de 2017, quando elas saíam de um show da pop star Ariana Grande.

Os feridos, uma mulher e um homem de cerca de 50 anos, estão em estado grave, mas sem risco de morte, disse a polícia. O outro, um policial de cerca de 30 anos que levou uma facada no ombro, já teve alta do hospital.

– A investigação de contraterrorismo está em andamento– disse a polícia. “Não há nada que sugira o envolvimento de outras pessoas neste ataque, mas confirmar isso continua sendo uma prioridade desta investigação”.

Mais cedo o chefe de polícia Ian Hopkins elogiou os agentes no local por sua coragem ao prender o suspeito em poucos minutos.

Hopkins disse que muitas pessoas teriam sido afetadas pelo ataque de segunda-feira, particularmente por ele ter ocorrido tão perto do atentado de 2017.

– Acredito que isso o torna um ataque ainda mais horrível para nossa cidade – disse ele aos repórteres.

Alerta

O Reino Unido está sujeito ao seu segundo maior nível de alerta, o que significa que se considera um ataque altamente provável. Autoridades de segurança dizem estar enfrentando um regime de trabalho recorde para conter militantes islâmicos, além de radicais da extrema-direita, desde os quatro grandes ataques do ano passado.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse no Twitter: “Meus pensamentos estão com aqueles que foram feridos no possível ataque terrorista em Manchester na noite passada (segunda-feira). Agradeço aos serviços de emergência por sua reação corajosa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *