Rio começa a aplicar dose de reforço em adolescentes

Pode receber a dose extra quem tomou a segunda dose ou a dose única há pelo menos quatro meses. Segundo o ministério, os adolescentes receberão, prioritariamente, a vacina na norte-americana Pfizer, mas pode ser aplicada também a Coronavac, caso a Pfizer não esteja disponível.

Continue lendo