Quanto mais o país afunda, mais Bolsonaro cava o poço

Por Jorge Gregory – A última semana se encerrou com dois indicadores do desastre que assola o país. Para além da tragédia que já vivenciamos desde o primeiro semestre de 2020, os números nos mostram que estamos longe do fim do pesadelo. Já é a mais grave crise sanitária de toda nossa história e a crise econômica, decorrente tanto da pandemia quanto da orientação fiscalista do governo.

Continue lendo