Salvador completa 475 anos marcada por desigualdades e lutas

Com uma população atual de pouco mais de 2,4 milhões de habitantes, a capital também coleciona altas taxas de pobreza, violência, desemprego e desigualdade. De acordo com recente levantamento do Instituto Cidades Sustentáveis, entre todas as capitais, Salvador tem os piores índices de renda, emprego, segurança, desnutrição infantil, taxa de desocupação, população abaixo da linha da pobreza e jovens vítimas de homicídio.

Continue lendo