IIF: investidores estrangeiros reduzem o volume de aplicações no país

As carteiras de não residentes registraram saída líquida de US$ 4,9 bilhões (R$ 23,4 bilhões) no mês passado, em comparação com saque de US$ 4,5 bilhões (R$ 21,5 bilhões) em abril e entrada de US$ 22,8 bilhões (R$ 109 bilhões) em maio de 2021. O saldo negativo dos últimos três meses ficou em US$ 17,3 bilhões (R$ 87,2 bilhões), de acordo com os dados do IIF.

Continue lendo

Em linha com mercado internacional, B3 encerra semana em alta

Entre as commodities, a sessão era de ganhos para o minério de ferro, contribuindo para a alta das ações da Vale, na B3, a Bolsa brasileira. Os papéis da mineradora subiam 1,2% às 11h28. O dólar à vista caía 0,4%, a R$ 4,73 às 16h08, em um novo recuo programado pelos investidores. Entre os contratos de juros futuros, o DI para 2025 operava estável, a 12,08%.

Continue lendo

Inflação chinesa fecha acima do esperado pelo governo

A taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) da China acelerou para 1,5% em março, superando as expectativas, em meio aos efeitos de medidas de Pequim para controlar os últimos surtos de covid-19 e de um recente salto nos preços de energia, motivado pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Já a taxa anual de inflação ao produtor (PPI) chinês perdeu força no mês passado.

Continue lendo

Endurecimento da guerra na Ucrânia derruba mercados financeiros

A possibilidade cada vez mais concreta de um conflito prolongado cria expectativas sobre a escassez da oferta de insumos para a produção de energia, agravando a inflação global. Essa não é a única ameaça imediata à economia. O estreitamento de gargalos logísticos provocado pela guerra já cria preocupações sobre a oferta de grãos.

Continue lendo

Reflexos da instabilidade econômica derrubam papéis na B3

O índice Bovespa

No início desta tarde, o Ibovespa, principal índica da B3, apresentava baixas, enquanto o petróleo continuava em sua trajetória de valorização diante a crise na Ucrânia, superando a marca de US$110 o barril. Os preços das commodities agrícolas já começavam a afetar o Brasil, onde a cotação do trigo no atacado atingiu o maior patamar desde 2014.

Continue lendo

IPO do Nubank recebe apoio milionário de Warren Buffett

O Nubank iniciou, nesta manhã, as suas negociações na Bolsa de Nova York (Nyse) e na brasileira, a B3, valendo US$ 41,5 bilhões logo na largada – ou R$ 233 bilhões, considerada a taxa de câmbio a R$ 5,60. Além disso, a instituição conseguiu fazer o terceiro maior IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) do ano nos EUA.

Continue lendo

Dólar sobe com força e B3 desaba, durante dia agitado no front interno

Na sexta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,39%, vendida a R$ 5,6820. Na semana passada, a o dólar acumulou alta de 1,38%. No ano, o avanço é de 9,54%. A cotação sofreu interferência do Banco Central, que realizou nesta segunda-feira leilão de swap tradicional para rolagem de até 16 mil contratos com vencimento em junho e dezembro de 2021.

Continue lendo