O arrependimento de Bolsonaro

Por João Guilherme Vargas Netto – Estou convencido que a fúria de Bolsonaro ao desancar, jornalões nas mãos, as plantações de um badeco do ministério da Economia que anunciara o corte de salários, aposentadorias e benefícios para os pobres é a manifestação de seu arrependimento pelo mau passo que deu cortando pela metade o auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro.

Continue lendo

Atos de Bolsonaro atingem equipe econômica abaixo da linha d’água

O generalato, aliados ao ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, já constata que o superministro encontra-se à deriva, faz algum tempo. Ou Guedes se enquadra à visão de seus adversários ou terá colado, à testa, o atestado de opositor do Palácio do Planalto, o que, no nível de compreensão dos bolsonaristas, significaria ser chamado de ‘comunista’, como se fosse um palavrão.

Continue lendo