Número de brasileiros abaixo da linha da pobreza atinge maior patamar desde 2012

Em 2018, a proporção de pessoas abaixo da linha de extrema pobreza do Banco Mundial (rendimentos inferiores a US$ 1,90 PPC por dia), manteve-se no maior patamar da série da PNAD Contínua, iniciada em 2012: 6,5% da população brasileira, ou 13,5 milhões de pessoas. As informações da Síntese de Indicadores Sociais (SIS) foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

Continue lendo

No Brasil, concentração de renda bate recorde em 2018

A concentração de renda no Brasil bateu recorde em 2018, quando o rendimento médio mensal real da parcela de 1% da população de maior renda atingiu 33,8 vezes o da parcela com menor rendimento. De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira, 1% da população tinha rendimento médio mensal R$ 27.744.

Continue lendo

Desigualdade social, uma escolha política

Por Bernardo Gomes – “Bolsonaro não tem compromisso com a diminuição da desigualdade, nunca tratou de políticas públicas para o enfrentamento da miséria e da pobreza, prefere tratar o pobre na bala do revólver e com encarceramento em massa, invés de colocar comida no prato, e dar oportunidade e proteção ao emprego”.

Continue lendo