Talebãs recusam ajuda dos EUA no combate ao Estado Islâmico

O porta-voz político dos talebãs, Suhail Shaheen, informou que não haveria qualquer colaboração com os Estados Unidos para conter o grupo extremista EI, cada vez mais ativo no país e que tem assumido a autoria de atentados recentes, um dos quais a uma mesquita e que matou 46 muçulmanos xiitas, na sexta-feira, na cidade de Kunduz, no norte do país.

Continue lendo

Estados Unidos cogitam coordenação com Talebã contra EI

A saída é fruto de um acordo assinado ainda por Donald Trump com os fundamentalistas islâmicos, mas é alvo de críticas por ter sido implantada por Joe Biden de maneira caótica. Durante a evacuação, um atentado suicida do EI no aeroporto de Cabul matou quase 200 pessoas, incluindo 13 cidadãos norte-americanos.

Continue lendo