Com Trump ou Biden, China será pedra no sapato dos EUA, diz Krugman

Krugman acredita que a América Latina permanecerá invisível aos EUA, com Trump ou Biden

Sobre a relação dos EUA com a América Latina, o economista Paul Krugman – vencedor do prêmio Nobel – diz não ter ideia clara de como as coisas podem evoluir nos próximos anos, mas sugere que a tendência é que a região continue tendo baixa relevância na pauta do país norte-americano, independentemente do curso tomado nas eleições de novembro. A China, no entanto, permanece em foco.

Continue lendo