A desgraça que tirou a alegria dos brasileiros

Por Rui Martins – O evangelismo brasileiro deixou de ser um movimento religioso reacionário, um subproduto de seitas populares evangélicas norte-americanas, para se transformar num movimento neofascista de sustentação do governo Bolsonaro.

Continue lendo

E se os evangélicos participarem de um golpe?

Por Rui Martins – Nem sempre religião é sinônimo de paz, amor e pacifismo, os cristãos da Idade Média criaram diversas vêzes climas de terror. Se houver tropas nas ruas, golpe com guerra civil, não tenhamos ilusões, os evangélicos do gabinete do ódio usarão as arminhas em nome de Deus, Jeová, Cristo ou Buda.

Continue lendo

Deus quer gospel e não MPB

Por Rui Martins – Os evangélcios julgam a música popular brasileira pecadora e o objetivo é substituí-la por gospels, cantos de louvores a Deus, no estilo norteamericano. Seria o fim de nossa cultura musical.

Continue lendo

Malafaia, Edir Macedo e o fedor da Idade Média

Por Rui Martins – Deus acima de tudo – acima da ciência, da inteligência, da lógica, do saber, da literatura, da história. O Deus das fogueiras da Idade Média, das inquisições, das teorias imbecis, do céu, da salvação das almas e do medo do inferno. O Deus dos espertalhões que se aproveitam dos ignorantes, dos simples e dos pobres de espírito.

Continue lendo

Bolsonaro e o evangelismo de supermercado

Por Rui Martins – O protestantismo brasileiro já havia negado sua tradição humanista de defesa do direito de expressão, da livre interpretação das Escrituras e do respeito do indivíduo e preocupações sociais inspiradores da própria Reforma, ao se tornar cúmplice do Golpe Militar de 1964.

Continue lendo