Laudo de peritos criminais poderá colocar Adélio Bispo em liberdade

A junta médica iniciou a série de testes com o objetivo de saber se Adélio representa, ou não, um perigo para a sociedade. A data foi determinada pelo juiz federal Luiz Augusto Iamassaki Fiorentini, da 5ª Vara Federal de Campo Grande. Em 2018, após a suposta facada, Adélio foi considerado inimputável e absolvido das acusações.

Continue lendo

Desesperado, mandatário retoma história da suposta facada, em Minas

A publicação em ano eleitoral cumpre o que já era esperado por cientistas políticos: Bolsonaro usará o episódio da facada para tentar reanimar o eleitorado e quem sabe alavancar sua candidatura. Para Marcos Coimbra, em opinião recente publicada na revista CartaCapital, no entanto, a estratégia não deverá render frutos ao presidente.

Continue lendo

Canais da mídia de direita tentam normalizar facada e reduzir suspeita

“Quando dizem: a esquerda não acredita na ‘facada’, querem esconder que a esquerda duvida mesmo é na versão apresentada sobre quem era Adélio e de que agira sozinho. A ação de Adélio, com faca penetrando na carne, favoreceu ao candidato que carregava Paulo Guedes, o homem de interesse do mercado e da Globo, no projeto Bolsonaro”, afirma Fábio Lau.

Continue lendo

A ‘facada’ em Bolsonaro e grupos neonazistas se encontram no Paraná

Por Fábio Lau e Gilberto de Souza – Ao longo da apuração sobre o envolvimento do grupo neonazista 88 Tactital, os investigadores observaram uma forte aproximação entre o filho ’03’ de Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), e os chefes da facção radical de ultradireita que participou ativamente da invasão do Capitólio.

Continue lendo