Economistas apontam para risco de recessão global ainda este ano

Segundo o Fed, apenas um gerenciamento de riscos para ajudar a melhorar as coisas, à medida que nos esforçamos para obter crescimento de aproximadamente 2% (nos EUA) nos próximos 18 meses

Bancos Centrais de vários países, incluindo o Federal Reserve (Fed) dos EUA, têm aumentado as taxas de empréstimo à medida que o custo de vida atinge níveis recordes. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse na véspera os EUA não está tentando desencadear uma recessão, mas que está empenhado em controlar os preços.

Continue lendo

Em dia de cautela, dólar mantém estabilidade ante o real

O dólar operava perto da estabilidade contra o real nesta terça-feira, em meio a expectativas em torno das reuniões de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos, em dia de otimismo cauteloso sobre a guerra comercial iniciada por Washington contra Pequim. Às 10:17, o dólar avançava 0,01%, a R$ 3,9921 na venda.

Continue lendo

Fed planeja novo corte de juros para conter desaceleração

Em meio ao que se tornou uma década de ouro para o Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos cortou as taxas de juros em pequenas levas duas vezes na década de 1990, conseguindo ajudar a economia norte-americana a continuar crescendo apesar do investimento e do crescimento fracos no exterior. O Federal Reserve de hoje espera que uma terceira vez se prove igualmente eficaz.

Continue lendo

Déficit fiscal dos Estados Unidos é o maior em sete anos

O déficit fiscal norte-americano atingiu 4,7% do PIB, o maior nível em sete anos. O valor total do déficit foi de US$ 984 bilhões (cerca de RS$ 4 trilhões). O ano fiscal de 2019 fechou neste dia 30 de setembro com os EUA registrando o maior déficit fiscal dos últimos sete anos. De acordo com dados preliminares do relatório da Comissão Orçamentária do Congresso norte-americano, o déficit atingiu US$ 984 bilhões (cerca de RS$ 4 trilhões).

Continue lendo

Dólar registra alta contra o real

O dólar avançava contra o real nesta quarta-feira, com a moeda brasileira registrando o pior desempenho entre as principais divisas, enquanto todas as atenções estavam voltadas para as decisões de política monetária nos Estados Unidos e no Brasil.

Continue lendo

Fed retoma uso de instrumento para acalmar mercados

O Federal Reserve injetou na terça-feira bilhões de dólares no sistema financeiro por meio de uma ferramenta que não utilizava havia mais de uma década, a fim de acalmar os mercados de taxas de juros, uma vez que os empréstimos diminuíram em parte devido a enormes pagamentos de impostos e ofertas de títulos.

Continue lendo

Trump pede ao Fed juro zero ou negativo para refinanciar dívida

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que o Federal Reserve deveria reduzir as taxas de juros dos EUA para “zero ou menos” para ajudar a “refinanciar nossa dívida” com custos de juros mais baixos e um prazo mais longo e culpou o chairman do banco central dos EUA por desperdiçar “uma oportunidade única na vida”.

Continue lendo