Em linha com o FMI, Rodrigo Maia já fala em reestruturação dos juros

Para o presidente da Câmara, que se referiu- ao cheque especial como uma “extorsão” ao cidadão, o ideal é que esse debate conte com a iniciativa do próprio sistema financeiro que, na opinião do deputado, precisa melhorar sua relação com a sociedade. Maia informou ainda, após o presidente Jair Bolsonaro anunciar que testou positivo para Covid-19, que fará um exame de sangue, já que esteve com o chefe do Executivo há seis dias.

Continue lendo

FMI alerta para aumento das tensões no mundo pós-pandemia

O alerta veio apenas um dia após o FMI reduzir ainda mais suas previsões econômicas globais para 2020. Uma correção pode ser provocada por uma recessão mais profunda e mais longa do que a prevista atualmente, uma segunda onda do vírus ou a retomada das medidas de contenção da doença.

Continue lendo

Bolha da dívida corporativa norte-americana estaria prestes a explodir

“Nós enfrentamos uma bomba de dívida corporativa que é muito, muito maior do que a que enfrentamos em 2008”, disse o autor no seu artigo para TheMostImportantNews.com. Segundo o analista, as taxas de juros excessivamente baixas da última década permitiram às corporações estadunidenses acumular a maior dívida corporativa da história.

Continue lendo

AL: para FMI os BCs têm chance de confrontar economias fracas

Os países latino-americanos ainda têm a chance de mitigar a fraqueza econômica que muitos deles estão sofrendo com os cortes nas taxas de juros, mas suas opções fiscais são limitadas, afirmou nesta segunda-feira uma autoridade do Fundo Monetário Internacional (FMI). A organização multilateral alertou para o risco de menor crescimento global em meio a guerras comerciais e incerteza sobre as políticas econômicas em alguns países.

Continue lendo