Preço da gasolina inicia mês de maio com alta na média nacional

Apenas cinco Estados de duas Regiões Brasileiras apresentaram baixa no preço da gasolina. No Nordeste, o Rio Grande do Norte registrou redução de 1,28% no preço do combustível; Pernambuco de -0,51%; o Maranhão de -0,21%; e Alagoas de -0,13%. A Região Norte também apresentou baixa no preço, porém somente no Tocantins de -0,12%.

Continue lendo

Inflação continua trajetória de alta, puxada por combustíveis

Os transportes foram o grupo de despesa com maior alta de preços no mês (2,51%), devido aos aumentos de itens como a gasolina (5,08%) e as taxas de licenciamento e IPVA dos veículos (4,28%). Os transportes tinham apresentado inflação de 0,07% em fevereiro. Em seguida, aparecem os alimentos, que registraram taxa de 1,99% em março.

Continue lendo

Preço da gasolina sofre novo reajuste, nas bombas

gasolina

O valor do litro dos combustíveis disparou em todo o Brasil após o mega-aumento anunciado pela Petrobras no último dia 10. O reajuste teve como pano de fundo a cotação do petróleo no mercado internacional, influenciada principalmente pela guerra na Ucrânia.

Continue lendo

Troca de combustíveis nos veículos tem vantagem duvidosa

Com o recente reajuste no preço da gasolina de 18,57%, o etanol pode ser uma alternativa para o abastecimento. A troca, no entanto, pode não ser vantajosa. É o que afirma o professor de Engenharia de Transporte da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), Márcio D’Agosto.

Continue lendo

Estado mais bolsonarista do país vira ‘meme’, nas redes sociais

A situação virou piada na internet, mas também gerou revolta. Taxistas ameaçaram parar. O Procon do Acre iniciou uma fiscalização sobre o comércio de combustíveis em todo o Estado, que, ironicamente, foi a unidade da federal brasileira que, proporcionalmente, mais votou em Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições de 2018 (77,2% dos votos válidos).

Continue lendo

Economistas apostam que inflação deste ano voltará ficar acima do teto

A projeção dos economistas era de 5,50%, até mês passado. Além disso, o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, pelo Banco Central, também mostrou altas nas projeções para 2023 e 2024, indicando uma desancoragem mais ampla a dois dias da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), o órgão que define a taxa básica de juros do país.

Continue lendo